Como a Vee se tornou um GPTW em meio à pandemia da COVID-19

Tempo de leitura: 4 min
Como a Vee foi certificada pelo GPTW em meio à pandemia

Mesmo com muita gente qualificada no mercado, nem sempre as empresas encontram profissionais no momento certo. E, quando conseguem, ainda precisam oferecer benefícios suficientes para motivá-los e retê-los em seus quadros funcionais. O GPTW surgiu, justamente, para dar uma força nesse desafio.

O GPTW (Great Place to Work) é uma certificação internacional concedida às empresas que oferecem os melhores ambientes organizacionais. O selo, criado em 1991, está presente em mais de 60 países ao redor do mundo. 

Veja como funciona esse processo, e como a Vee se tornou uma ótima empresa para se trabalhar mesmo durante a pandemia. Boa leitura!

Como é processo para obter o selo GPTW que a Vee recebeu? 

O primeiro passo para a empresa obter a certificação é realizar um diagnóstico sobre a qualidade do ambiente e da cultura organizacional. Para isso, a GPTW oferece uma avaliação total da organização.

Esse teste é feito através de um relatório, que dá ênfase a 3 aspectos: 

  1. A percepção que os funcionários têm sobre a sua área e seus gestores diretos;
  2. A forma como os funcionários percebem a organização como um todo, bem como sua alta direção;
  3. A média das avaliações de todas as empresas de um determinado grupo. Participam todas as empresas premiadas entre as 150 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil.

Para conseguir o selo, a empresa precisa atingir nota mínima de 70. Ou seja, 7 entre 10 funcionários devem estar satisfeitos com a organização. 

As empresas que atingirem essa pontuação estarão certificadas por 12 meses e serão elegíveis ao ranking das Melhores Empresas para Trabalhar.

Leia mais: 5 lições pós-pandemia que as empresas podem aprender com a Mastercard

Quais os critérios avaliados na pesquisa GPTW? 

Ao todo, são avaliados 5 critérios distribuídos em 3 dimensões: 

Primeira dimensão 

Diz respeito à relação entre colaborador e gestor. Nesse momento são analisados os seguintes quesitos:

  • Credibilidade: Avalia se os funcionários consideram seus gestores confiáveis quanto a sua  comunicação, integridade e competência;
  • Respeito: Demonstra se os funcionários se sentem respeitados por seus gestores. Para isso, são monitorados os níveis de suporte que os colaboradores recebem de suas lideranças;
  • Imparcialidade: Refere-se à justiça percebida pelo funcionário no ambiente de trabalho.

Segunda dimensão

Evidencia como o funcionário se sente quanto ao trabalho realizado na empresa. Fala do seu sentimento de orgulho para com as suas responsabilidades. 

Terceira dimensão

Trata-se das relações entre os pares. Mostra o grau de companheirismo, o quanto o colaborador aprecia as pessoas com as quais trabalha.

E o que acontece após essa avaliação? 

Com os dados da pesquisa, já é possível aplicar uma métrica de satisfação chamada Net Promoter Score (NPS). Consiste em responder a seguinte pergunta: 

  • “De uma escala de zero a 10, o quanto você recomendaria essa empresa para um amigo?” 

O resultado é dado através da diferença entre os percentuais de satisfação e insatisfação. Para a resposta, é importante que se haja espaço para comentário aberto (não obrigatório). Dessa forma, os respondentes podem dizer o porquê da nota.

Veja como foi o resultado da pesquisa GPTW da Vee Benefícios!

79% dos colaboradores responderam a pesquisa do GPTW sobre a Vee. Destes, 94% se declararam satisfeitos com as respectivas áreas e 91% com a empresa em geral. Esses números superam o benchmark dos 150 melhores GPTW Nacional 2019, que foi 87%. 

Os resultados da pesquisa também podem ser avaliados por agrupamentos, como cargo, idade e gênero. Na hora de responder, o próprio entrevistado escolhe o seu agrupamento. 

Para ter os seus resultados divulgados, os grupos precisam ter, no mínimo, 5 respondentes. Isso proporciona confiança a quem responde, pois o funcionário inseguro, temendo represálias, tende a se alocar em grupos que não é o seu.

Vantagens que os benefícios flexíveis trouxeram para o GPTW

Sabemos que os benefícios flexíveis são um importante fator motivacional para os colaboradores. Aqueles que produzimos para os nossos clientes e, claro, para o nosso time. Afinal, quando a empresa personaliza as vantagens, mostra que se preocupa com o que é prioridade para a vida de cada trabalhador. Esse posicionamento auxilia muito a retenção de talentos.

“Entre os princípios da Vee estão o ‘pensamento de dono’ e o ‘sempre é o primeiro dia’. Nosso time trabalha com autonomia e liberdade para dar ideias e sempre com aquele brilho nos olhos de estar começando algo novo. Isso realmente acontece aqui e torna o ambiente de trabalho muito bom”, conta o CEO e cofounder da Vee Raphael Machioni.

E isso é o que acontece na Vee. Os resultados de nossa pesquisa comprovam o engajamento e satisfação que os benefícios flexíveis proporcionam. Afinal, se somos um GPTW, é porque, de fato, nossos colaboradores pensam isso. 

Na Vee, trabalhamos para que as empresas sejam lugares melhores e mais atrativos para se trabalhar. E isso começa da porta pra dentro. Ser certificados GPTW mostra o nosso compromisso com o Employee Experience e com tornar o ambiente de trabalho melhor para o nosso time e, consequentemente, para os nossos clientes.”, explica o Founder da Vee, Marcelo Ramos.

Como para todas as empresas, a pandemia de Covid-19 é um desafio para o time da Vee, que agora trabalha em esquema de home office. Mas ao invés de ser encarada como dificuldade, a gestão remota acabou sendo uma oportunidade para o time desenvolver mais skills e inclusive confirmar ainda mais a importância da flexibilidade de benefícios. O Head de Growth e cofounder Eduardo Haidar explica:

“Temos como meta fazer o cliente dizer “uau” quando utilizar a Vee, e saber que ele não vai ficar sem benefício durante a pandemia, com tantos estabelecimentos fechados, já é um uau. Saber que trabalha em algo tão relevante na vida das pessoas é um motor para o nosso time”.

O que fazer com os resultados do GPTW? 

O primeiro passo é estabelecer as prioridades para que as ações possam ter efetividade. Recomenda-se, primeiramente, dar atenção aos seguintes aspectos: 

  • Médias mais baixas da organização;
  • Análise dos comentários (causa e efeito);
  • Principais gaps com a organização e benchmark.

Com esses resultados, os gestores devem evitar assumir sozinhos a responsabilidade por eventuais mudanças necessárias. Reagir de forma impetuosa também não será produtivo.

Em vez disso, é fundamental que a organização se concentre em seus pontos fortes. Dessa forma, conseguirá alavancá-los e utilizá-los para corrigir fragilidades.

Acesse nosso site e conheça tudo o que a Vee Benefícios pode fazer por sua empresa!

Gostou? Compartilhe

Os aspectos legais da pandemia de coronavírus para empresas

Tempo de leitura: 5 min
Como lidar com os aspectos legais que mudaram as relações trabalhistas em meio à pandemia do novo coronavírus.

Com a COVID-19, é fato que o mundo mudou em diversos aspectos, na vida pessoal e profissional das pessoas e com grandes impactos na vida das pessoas e das corporações. Com isso, muitos novos assuntos estão vindo à tona nas empresas, entre eles os aspectos legais da pandemia e como lidar com as mudanças que ela traz.

Pensando nesse momento em que muitos estão encarando a gestão remota e o home office pela primeira vez, preparamos um resumo de alguns aspectos legais, retirados da cartilha Madrona, para que as empresas possam enfrentar melhor este novo desafio e ajudá-las a passar com transparência por estes momentos.

No Brasil, foi criada uma Lei nº 13.979/2020 que prevê algumas medidas de saúde pública que devem ser tomadas referente ao COVID-19. Dentre elas, ausência no trabalho, quarentena, exames médicos e outros são considerados justificáveis no momento, não devendo haver prejuízos no trabalho. 

Ainda assim, esse cenário é muito novo para nós e não existe uma solução exata de qual é a melhor maneira de lidar com nossas relações profissionais e com o nosso negócio. Por isso, aspectos legais estão sendo buscados para estabelecer formas de como assegurar a garantia de trabalho enquanto o COVID-19 estiver circulando.

Aspectos legais para empresas durante a pandemia de COVID-19

Veja algumas saídas estabelecidas pelos órgãos jurídicos que podem ajudar nesse momento. 

Para a prevenção do vírus: 

  • Incentive medidas de higiene dos colaboradores da sua empresa, sobretudo aqueles que não podem trabalhar de casa, e aumente a limpeza do local. Promova acesso a produtos de limpeza e higiene, como álcool em gel 70%;
  • Caso alguém apresente sintomas ou suspeita da doença, é preciso que essa pessoa e todos os demais que tiveram contato com ela fiquem em quarentena por 14 dias;
  • Evite viagens desnecessárias e reuniões presenciais. Opte por fazer as tratativas via e-mail, ligações ou call;
  • Mantenha a distância mínima de 2 metros entre cada indivíduo, como recomenda a OMS.

Sobre o trabalho remoto: 

A adoção do home office (ou teletrabalho) pode ser formalizado por meio de um aditivo contratual escrito que deve indicar as regras negociadas entre empregado e empregado. Muitas empresas deixaram de atualizar suas políticas internas e isso é extremamente relevante.

  • Deve haver um acordo entre os líderes e seus colaboradores diante das organizações de como será feito o Home Office;
  • A responsabilidade das despesas com o trabalho a distância devem ser formalizadas no aditivo contratual. (Dica: com benefícios flexíveis, fica mais fácil dar o auxílio home office para seus colaboradores);
  • Recomenda-se a elaboração e formalização de um manual de política de boas práticas de home office que estabeleça, por exemplo, a existência (ou ausência) da forma do controle de jornada e os meios de comunicações oficiais durante este período.

Banco de horas relativos à pandemia de Covid-19:

Para funcionários que não puderem realizar suas atividades de maneira remota durante a pandemia, será criado um banco de horas individual.

  • Este banco de horas é complementar ao banco de horas já existente na empresa, caso ele exista.
  • A compensação das horas deste período deverá acontecer em até 18 meses (um ano e meio) a partir do fim do estado de calamidade por conta do COVID-19, previsto para ser encerrado em 30 de dezembro de 2020. Ou seja, até o fim de junho de 2022. 

Férias coletivas:

A MP 927/2020 também alterou algumas regras sobre férias individuais no período de pandemia de COVID-19.

  • É necessário apenas notificar os empregados com 48 horas de antecedência. Não há limite máximo de períodos anuais nem mínimo de dias corridos;
  • Dispensa a empresa comunicar previamente o Ministério da Economia e o sindicato representativo da categoria profissional sobre a concessão de férias coletivas.
  • Aplicável a todos os colaboradores ou a um determinado setor. Atenção: pessoas da mesma área devem gozar das férias coletivas ao mesmo tempo.

Férias individuais:

É importante prestar atenção às mudanças que a Medida Provisória 927/2020 promoveu para férias coletivas durante o período da pandemia de coronavírus. Veja as regras vigentes:

  • Possibilidade de diferimento do pagamento do terço de férias até dia 20 de dezembro de 2020, junto com a última parcela do 13˚ salário, sem necessidade da antecipação da remuneração de férias;
  • É possível conceder férias individuais ainda que o chamado período aquisitivo (12 meses de trabalho) não tenha transcorrido;
  • Prioridade de férias para integrantes dos grupos de risco.

Redução de salário e carga horária:

Prevista na Lei 14.020/2020. Uma das medidas mais adotadas pelas empresas desde o início da pandemia do novo coronavírus.

  • Empregado e empregador podem negociar a redução proporcional de jornada e salário, nos percentuais de 25%, 50% e 70%, mediante pagamento de Benefício Emergencial pelo governo, no mesmo percentual da redução aplicada, sobre o valor do seguro desemprego que esse empregado faria jus;
  • Decisão precisa ser formalizada por escrito entre as partes e notificada ao Ministério da Economia e ao sindicato.

Plano de demissão voluntária ou incentivada:

  • Em tempos de crise e corte de gastos, as empresas podem fazer um acordo com o colaborador de demissão voluntária. Em troca, ele recebe algum tipo de vantagem, como salário extra ou plano de saúde estendido;
  • A empresa deve negociar qual a melhor maneira para ambas as partes;
  • Para dispensas individuais, de grupo ou coletivas.

Mais boas práticas para empresas em tempos de pandemia de Covid-19:

Aqui, devemos pensar não a partir da lei e sim sob uma visão mais humana da situação em que estamos. Separamos alguns pontos de reflexão:

  •  Pessoas dos grupos de risco devem permanecer afastadas do trabalho presencial. O coronavírus apresenta mais risco de morte portadores de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, asma e indivíduos acima de 60 anos e portanto essas pessoas necessitam de cuidados redobrados;
  • A área de RH está sendo fundamental para as empresas nesses tempos de gestão remota e reclusão. Talvez esse não seja o melhor período para sair de férias;
  • Muitas pessoas conseguem ser mais produtivas trabalhando de casa. Porém, cuidado com a extensão do tempo de cada um em suas atividades! Devemos ter tempo para começar e terminar o dia de trabalho, e veja se seus colaboradores não estão trabalhando mais do que deviam. 

Estamos diante de uma crise sem precedentes e para a qual nenhum de nós pode se preparar. O senso comum, a humanidade e a solidariedade são essenciais. Aliados a essas normas, eles nos auxiliam e orientam para melhor conseguirmos superar esse momento sem prejuízos de nenhum lado.  

E conte com a Vee para facilitar o desafio dos benefícios dos seus colaboradores neste período.

(Conteúdo atualizado em 08 de julho de 2020)

Gostou? Compartilhe

A pandemia criou novos objetivos para o seu colaborador. Como o RH da sua empresa pode ajudar?

Tempo de leitura: 3 min
Os melhores momentos da live sobre novos objetivos dos colaboradores em tempos de pandemia

Um dos poucos consensos sobre a vida depois da pandemia é que a vida não vai ser a mesma que era até o início do mês de março. Não à toa se cunhou o termo “Novo Normal”, que é trending topic em qualquer discussão sobre a realidade que iremos viver daqui pra frente, dentro ou fora das empresas. As pessoas têm novos objetivos, novos desejos. Mas como você, de Recursos Humanos, pode ajudar pode ajudar o seu colaborador neste momento?

Por isso, a Vee se uniu à 7waves e o Movimento Officeless em um evento online justamente para discutir este assunto e dar dicas práticas para quem trabalha com gestão de pessoas sobre como encarar os novos objetivos do seu colaborador.

LiVEE 26 de agosto

O evento faz parte da trilha LiVEEs, a série de lives da Vee Benefícios, focadas em profissionais do setor de Recursos Humanos e de gestão de pessoas. A apresentação foi de Raphael Machioni, CEO da Vee, com as participações de Rodolfo Ribeiro (fundador e CEO da 7waves) e Flavio Ludgero (iniciador do Officeless).

Como se preparar para os novos objetivos, pessoais e profissionais, depois da pandemia

Mas, afinal, quais são os novos objetivos do seu colaborador?

Uma pesquisa feita pela 7waves com mais de 12 mil dos seus usuários mostrou que realmente as pessoas já têm novos objetivos, planos e ambições para 2020, considerando o cenário de pandemia em que vivemos. 

Antes, as duas principais prioridades que elas tinham eram “Quitar dívidas” e “Viajar nas férias”. Agora, são “Guardar dinheiro” e “Iniciar um curso de especialização”. Ambas sinalizam uma única conclusão nos novos objetivos dos colaboradores: segurança e estabilidade em tempos de crise.

“22% dos usuários que querem subir de cargo postergaram os planos. Isso por conta da perspectiva de mercado e da economia desaquecida”, explica o Founder e CEO da 7waves, Rodolfo Ribeiro”. As pessoas colocaram um freio nas próprias perspectivas. O crescimento pode até vir, mas as pessoas já não esperam isso para 2020”

E qual o papel do RH neste novo momento do colaborador?

Durante a LiVEE, Raphael Machioni, o CEO da Vee ressaltou algo importante: o protagonismo do RH neste momento de transformação gerado pela pandemia de Covid-19. Se em crises anteriores outras áreas “brilharam”, essa é a vez do time de gestão de pessoas.

“O maior desafio do RH é se adaptar a que as pessoas estão e estarão em uma realidade diferente”, explica Raphael. “O papel do RH vai ser de alinhar a missão da empresa com a nova missão de vida das pessoas. E como a gente faz isso? Com tecnologia e dados”.

Flávio Ludgero, iniciador do Officeless no Brasil, também falou dessa nova fase mais analítica do RH. Para ele, isso inclusive vira argumento para ainda mais ações positivas na gestão de pessoas e nos novos objetivos dos colaboradores.

“Não é a toa que nunca ouvimos tanto falar em People Analytics. Isso, mais do que nunca, é fundamental (para o RH) apresentar argumentações com o board e o C-Level, mostrar que os indicadores de pessoas também são relevantes. E as empresas estão aprendendo a lidar com isso, a metrificar o RH, que precisa começar a desenvolver essa habilidade, unindo a empatia com lado racional”.

E o Home Office, ele veio pra ficar?

Se tem alguém que pode falar com propriedade sobre o trabalho remoto, esse alguém é Flávio Ludgero, do Officeless. Ele falou sobre a diferença entre Home Office, sobretudo neste momento de pandemia, para o trabalho remoto de verdade.

“Home Office não é sinônimo trabalho remoto por definição. O trabalho remoto é poder trabalhar do lugar que vc se sente mais produtivo naquele dia. Pode ser da sua casa, de um coworking, do escritório, um café, um aeroporto”, explicou.

E as empresas devem estar preparadas para isso se tornar o padrão, com essa flexibilidade.

O colaborador pode ser que não queira mais pegar horas de trânsito pra ir trabalhar, ele não vai querer mais aglomeração. Mas também vai ter quem prefira voltar ao escritório. É individual”, comentou Raphael Machioni.

O CEO da Vee também falou sobre a importância dos benefícios se adaptarem aos novos objetivos dos colaboradores. E os benefícios flexíveis são a alternativa ideal para empresas de todos os tamanhos. 

“A gente está vendo cada vez mais as empresas oferecendo um Auxílio Home Office, que ajuda os colaboradores a comprarem um kit ergométrico pra casa, além de gastos com luz, telefonia e internet. É por isso a gente fala em flexibilizar, isso ajuda as pessoas a usarem o dinheiro como elas quiserem e precisarem naquele momento”.

Quer saber como a Vee pode ajudar a sua empresa a entregar os melhores benefícios para os seus colaboradores? Então entre em contato acessando: https://vee.digital/contato 

Gostou? Compartilhe

Vee e Wiz Saúde fazem parceria ampliando oferta de benefícios flexíveis

Tempo de leitura: 3 min
Em tempos de pandemia, benefícios flexíveis são a resposta. Por isso a Vee e a Wiz saúde se uniram.

A maneira com a que nos relacionamos com os nossos empregos vem mudando nos últimos anos. Cada vez mais as pessoas buscam ambientes de trabalho nos quais possam equilibrar sua vida, alinhados com os seus princípios e valores éticos e que atendam os seus anseios. Para atrair estes profissionais, as empresas buscam as melhores soluções e práticas mais atuais: horários alternativos, home office algumas vezes na semana e benefícios flexíveis, entre outros.

A pandemia de Covid-19 não criou, mas acelerou essas transformações. De repente, a gestão remota já não é mais uma alternativa, mas obrigatório. As pessoas se viram questionando os benefícios que recebem dos seus empregadores. O que fazer com um vale-refeição se não temos restaurantes? O mesmo vale também para descontos em academias, por exemplo, que permanecem fechadas.

Foi pensando nisso que a Vee Benefícios e a Wiz Saúde, unidade de negócio do conglomerado Wiz, especializada na gestão de benefícios de plano de saúde, odontológico e seguro de vida em grupo, criaram uma nova parceria. O objetivo é levar benefícios flexíveis e atender de forma criativa e inovadora as novas necessidades e exigências do RH das empresas.

“Esse trabalho em conjunto com a Wiz vai potencializar o nosso canal de vendas, oferecendo a solução fundamental para quem precisa entregar valor e se posicionar ao lado de seus colaboradores no atual momento em que vivemos”, explicou Raphael Machioni, CEO da Vee.

O anúncio foi feito em uma live na última terça-feira (16 de junho). Participaram dessa transmissão Francesca Bianco, diretora-executiva da Wiz Soluções; Raphael Machioni, CEO da Vee Benefícios; Marcelo Nobrega, conselheiro Vee e especialista em Gestão e RH; e Eduardo Gouveia, conselheiro Vee e especialista em loyalty, benefícios e meios de pagamento.

Reveja a live da Vee Benefícios com a Wiz Saúde:

A pandemia e o confinamento exigem que as empresas se adaptem a uma nova realidade sem volta atrás: as mudanças que estão acontecendo agora não voltarão ao seu estágio anterior.

“A crise deste momento é a hora do RH brilhar. Nas outras crises brilharam os times Financeiros, de Supply Chain. Agora os Recursos Humanos estão no meio disso”, explicou durante a live Marcelo Nobrega. “Essa preocupação com o bem estar físico e emocional das pessoas é o domínio de recursos humanos. Como ajudar as pessoas e os líderes a continuar com uma dinâmica boa de trabalho?”

Uma das maneiras de se ajudar os colaboradores é oferecendo a eles a flexibilidade nos benefícios e, consequentemente, a liberdade para gerenciar o que recebem de acordo com as suas necessidades e desejos individuais, como explicou durante a live Eduardo Gouveia.

“O ‘one size fits all’ já não funciona. Cada vez mais é necessário ter funcionalidade de poder escolher os benefícios que funcionam pra você. É preciso de ferramentas que individualizam a relação do RH com o funcionário”.

Diretora-Executiva da Wiz Soluções, Francesca Bianco também falou sobre a importância se enxergar cada um dos colaboradores separadamente e a atenção à saúde emocional e física, sobretudo no momento em que vivemos.

“A gente precisa gerar bem estar e influenciar aspectos em que as pessoas se sintam bem física e emocionalmente. Com a parceria com a Vee conseguimos dar essa flexibilidade e atender uma necessidade: eu dou autonomia e poder de escolha (ao colaborador), o que o engaja, e consequentemente ajuda o RH.”

Juntas, a Vee e a Wiz Saúde têm potencial de levar a solução de benefícios flexíveis a um número maior de empresas, atendendo as necessidades das pequenas e médias companhias.

Conheça algumas vantagens de ter benefícios flexíveis na sua empresa

Empoderamento do colaborador

Ao ter suas necessidades individuais respeitadas, as pessoas se sentem mais valorizadas e funcionários felizes apresentam resultados melhores, como apontam pesquisas.

Além disso, quando os colaboradores estão mais satisfeitos com o ambiente de trabalho, aumenta a taxa de retenção do time e a rotatividade, uma das maiores dores de cabeça para as empresas na atualidade, é mitigada.

Facilidade na gestão de benefícios

No modelo mais tradicional, quando uma empresa quer oferecer diferentes benefícios para os seus funcionários, ela acaba tendo uma infinidade de fornecedores. Com isso, o time de recursos humanos acaba perdendo muito tempo apenas para gerenciar diferentes sistemas. Tempo que poderia ser investido em projetos mais relevantes para a saúde organizacional.

Antecipação a crises

Empresas com benefícios flexíveis não precisaram se preocupar em adaptar os benefícios do seu time quando o Brasil entrou em quarentena, afinal as pessoas puderam redirecionar os seus gastos sozinhas, sem a necessidade de auxílio do RH.

Quer saber como a Vee pode ajudar a sua empresa a entrar na era dos benefícios flexíveis? Entre em contato com o nosso time clicando aqui.

Gostou? Compartilhe

Vee na Mídia: Empresas incluem Auxílio Home Office na cesta de benefícios

Tempo de leitura: 2 min
Vee é tema de reportagem do Valor Econômico

Desde março, com o agravamento da pandemia de Covid-19 no Brasil, quem não presta os chamados serviços essenciais e tem essa possibilidade, está trabalhando de casa, em esquema de gestão remota. Isso acelerou exponencialmente o processo de transformação digital das áreas de Recursos Humanos, que precisaram repensar os processos e os benefícios das empresas. E aí entrou em cena o chamado Auxílio Home Office, que muitas passaram a oferecer para seus colaboradores.

Esse foi o assunto de um artigo publicado no Valor Econômico, com base em um levantamento feito pela Vee com os seus usuários. Ao todo, foram pesquisados os hábitos de consumo de oito mil profissionais de 110 empresas.

Aumento no Auxílio Home Office

Essa foi uma das mudanças percebidas neste estudo feito pela Vee. As empresas estão oferecendo este novo benefício aos seus colabores, que agora usam o saldo do valor recebido para custear, por exemplo, a linha telefônica, um pacote de internet melhor ou até mesmo móveis e equipamentos de ergonomia para o Home Office.

No caso das despesas com telefonia, energia e internet, o pagamento dos boletos pode ser feito diretamente pelo aplicativo Vee Pay, já que ele conta com o sistema de leitura de código de barras e toda a tecnologia e segurança necessária.

LiVEE 26 de agosto

Para a compra de mobiliário e equipamentos de ergonomia e tecnologia, os colaboradores ainda contam com a NewValue, um clube de descontos que tem condições de acesso especiais para clientes da Vee. Ou seja, além de usar o benefício para custear tudo isso, ele ainda ainda tem descontos nessas compras.

“Essas empresas estão dando, em média, R$83 para cada funcionário custear o Home Office. (…) Em média, esse valor equivale a quatro dias do valor total total de benefícios concedidos por cada empresa, por mês”, explica Raphael Machioni, CEO da Vee.

Mudanças também no uso de outros benefícios corporativos durante a pandemia

Além do custeamento do home office, os colaboradores também mudaram o seus padrões de uso de outros benefícios. Logo no início da pandemia, os gastos no cartão Vee com alimentação passaram de representar 20,2% do total para 36,7%. O CEO da Vee, Raphael Machioni, também falou sobre isso.

“O uso do vale alimentação foi a primeira grande onda que vimos em termos de benefícios na pandemia, quando as pessoas correram aos supermercados”, explicou Raphael para o Valor Econômico. 

Por outro lado, os gastos com refeição, que antes representavam 57,2% de todos os gastos no cartão de benefícios flexíveis, passaram a ser apenas 15,78% do todo. E não é só isso. Antes da quarentena e do isolamento social, cada usuário costumava fazer dois pedidos de delivery por mês. Essa média subiu para duas compras por semana. 

Com a Vee, você consegue garantir a flexibilidade dos benefícios dos seus colaboradores de maneira facilitada. Nada de ter que lidar com os benefícios obsoletos, ao estilo Anos 70, limitados a “alimentação e refeição” e cheios de burocracia. 

Também facilitamos o Auxílio Home Office, para seu time pagar contas de luz e internet, comprar materiais de escritório, mobília ou kits ergonômicos sem complicação. Quer saber mais? Entre em contato com a Vee: https://vee.digital/contato.

Clique aqui para ler completo o artigo do Valor Econômico com os dados do levantamento da Vee.

Gostou? Compartilhe

Como proporcionar flexibilidade com Benefícios Flexíveis?

Tempo de leitura: 3 min
Como proporcionar flexibilidade com Benefícios Flexíveis?

Em uma gestão de benefícios, o RH precisa lidar com uma lista de algumas das possibilidades do que se pretende proporcionar aos seus colaboradores. Flexibilidade é a palavra chave. Quantos benefícios você consegue imaginar que possam existir? E quais seriam os principais? Confira nosso post contando sobre os melhores benefícios que sua empresa pode oferecer! 

O RH tem um papel importante no momento de decidir o que será oferecido de benefícios ao time da sua empresa. Porém, pode ser uma situação desafiadora para as gestões, já que elas precisam lidar com algumas questões. 

Uma das maiores dores da área de recursos humanos é a dificuldade em encontrar um modelo de pacote de benefícios que possa estar dentro das normas da legislação e ainda ser tecnológico.  E além disso, como aliar essa flexibilidade às leis trabalhistas e acordos sindicais?

Guia de gestão de benefícios para empresas

Como oferecer Benefício Flexível e ainda Flexibilizar os Benefícios? 

Afinal, você entende a diferença? 

Como resposta para essas questões e para as dificuldades do RH com uma gestão que possa estar alinhada com as expectativas dos colaboradores, vamos apresentar a Vee e explicar porque somos a sua melhor opção!

Digital e em um só lugar

Oferecer benefícios, muitas vezes, também é sinônimo de uma longa procura entre fornecedores para diferentes demandas. Por isso, a Vee oferece uma plataforma digital e tecnológica com todos eles em um só lugar, como em grandes multinacionais, mas com um custo que cabe na sua empresa. 

A Vee tem um aplicativo, o qual você tem acesso a todos os seus benefícios, você pode consultar seu saldo e ainda fazer pagamentos de forma digital, como utilizando o QR Code. Além disso, o app Vee Pay ainda permite pagamento de boletos e acesso a uma rede exclusiva de parceiros.

Respeitando as normas e o acordo sindical, a Vee consegue proporcionar um modelo a sua gestão de modo que não haja nenhum tipo de problema relacionado a aspectos legais para a sua empresa. Dessa maneira, o setor de recursos humanos não prejudica o colaborador quanto aos benefícios que ele já tinha e sim, os flexibiliza. Mas como? 

Benefícios Flexíveis X Flexibilidade nos Benefícios 

O primeiro deles, de maneira simples, é proporcionar um pacote de benefícios ao seu colaborador. Eles são previamente selecionados pela gestão de RH para decidirem quais modelos que desejam adotar. 

O segundo deles é proporcionar a liberdade de escolha ao seu colaborador em relação a como ele deseja utilizar seu saldo de benefícios. A Vee pode ser a solução da sua empresa: você pode ter os dois! 

Em nossa carteira Vee, oferecemos descontos em academias, plataforma para cuidar da sua saúde emocional, descontos exclusivos, pacote de viagens, entre muitos outros. E o melhor é que o seu colaborador que escolhe quais benefícios são mais relevantes a ele e como ele pretende usá-los. Ou seja: ele usa o seu dinheiro como preferir!

O seu RH também não precisa se preocupar com gastos extras, já que é possível utilizar o mesmo valor que antes era oferecido, mas agora em uma gestão flexível – em todos os aspectos.  Temos um post sobre como você pode descomplicar a forma dos seus colaboradores usarem benefícios!

E o que isso tem de vantajoso para a minha empresa? 

Sabia que oferecer Benefícios Flexíveis têm muitas vantagens para, inclusive, amplificar o desenvolvimento do seu negócio? Olha só: 

  • Você pode proporcionar um curso, por exemplo, ao seu colaborador. Dessa forma, ele adquire aprendizado para ele próprio e para as atividades no trabalho.  
  • Com o poder de escolha e autonomia do colaborador, ele cria uma identidade dentro da empresa. Isso gera engajamento, reconhecimento da importância do seu papel e aumentar a produtividade. Saiba porque funcionários felizes são bons para a sua empresa. 
  • Proporciona um ambiente diverso, com diferentes gerações, gênero, ideias e inovações.
  • Menor rotação de funcionários – ajuda na retenção e atração de talentos
  • Saúde emocional e flexibilidade: você também pode proporcionar uma plataforma para cuidar da saúde emocional do seu colaborador, aspecto essencial para um trabalho sadio e positivo, aspectos que uma gestão de pessoas deve estar atenta. 

Em resumo: somente coisa boa! Está curioso para saber como você pode ter a flexibilidade da Vee na sua empresa? Entre em contato com a gente agora mesmo e vamos conversar! 

Gostou? Compartilhe

Como a Vee ajuda as empresas a implementar uma política de benefícios flexíveis

Tempo de leitura: 8 min
Saiba como a Vee ajuda sua empresa a compor seu mix de benefícios flexíveis

Os gestores de Recursos Humanos tem hoje o desafio de lidar com o fator humano sob uma nova perspectiva. As pessoas deixaram de ser apenas mais um número somando forças para os resultados. Hoje, muitas empresas enxergam seus colaboradores como o principal ativo empresarial.

E essa linha de pensamento faz sentido, afinal, quem gera os lucros e fornece base para o crescimento do volume de negócios são os funcionários. E se eles não recebem da empresa o devido reconhecimento, é natural que busquem outros desafios. 

A competição nos nichos de mercado não se reduz ao market share. Empresas competem pelos melhores colaboradores, buscando formas de atrair e reter os principais talentos do mercado. E as técnicas de atração vão muito além de um bom salário. 

É cada vez mais visível a procura por benefícios empresariais. A relação entre employee experience (EX) e os resultados corporativos está cada vez mais evidente. De acordo com uma pesquisa global realizada pelo LinkedIn48% dos talentos consultados disseram que suas empresas precisam otimizar os benefícios oferecidos. 

Esse dado é bastante preocupante para as organizações que pretendem reduzir o turnover e reter seus talentos. E o cenário se completa com outra estatística importante: companhias que receberam notas máximas em relação aos benefícios oferecidos aos empregados tiveram 56% menos atritos e problemas com colaboradores.

Como os benefícios encaixam nessa história?

Pesquisas como essa salientam algo que está cada vez mais evidente no mercado de trabalho: os benefícios são ferramentas para otimizar o clima e saúde organizacional . Eles funcionam como fator de motivação e engajamento dos colaboradores e são importantes na tomada de decisão de um trabalhador em relação à sua saída ou permanência. 

Mas não se engane. Ao mencionar benefícios, a busca do trabalhador não é pelo mix básico “VR ou VA, VT e Plano de Saúde”. O modelo de benefícios flexíveis se apresenta como uma solução de maior impacto na employee experience e na retenção de talentos.

Este conteúdo tem como finalidade discutir a importância dos benefícios flexíveis e seus impactos corporativos. A análise se divide em três tópicos:

  1. A importância dos benefícios flexíveis;
  2. Sua funcionalidade para a rotina dos colaboradores;
  3. Como a Vee opera junto às empresas para compor o mix ideal de benefícios.

Na parte final, veja como a Vee se posiciona como agente viabilizador da estruturação de um modelo de benefícios flexíveis, geridos digitalmente pelos empregados e com um modelo de gerenciamento descomplicado e benéfico para as operações do setor de Recursos Humanos.

Boa leitura!

A importância dos benefícios flexíveis no contexto atual de mercado

De acordo com pesquisa feita pela Society of Human Resources Management, ao final de 2018, 34% das empresas consultadas melhoraram seus planos de benefícios. As principais razões para essas mudanças foram:

  • Retenção de empregados (72%);
  • Atração de novos talentos (58%);
  • Resposta ao feedback dos funcionários (54%).

Esse tipo de cenário indica que os benefícios se destacam como um fator essencial para a satisfação dos empregados e como isca para atrair talentos. E soma-se aqui a importância da escolha, a liberdade de uso desses benefícios, que é uma realidade construída com base em um modelo flexível.

Dar aos colaboradores a possibilidade de escolher seu pacote de benefícios amplia a satisfação e também a percepção deles perante o empregador. Isso gera impactos positivos no clima interno e na capacidade de retenção de talentos e redução de turnover.

Além disso, a adoção de um modelo de benefícios flexíveis tem impacto nos processos seletivos. Uma empresa que valoriza seus empregados e oferece aquilo que eles precisam, irá atrair a atenção do mercado de trabalho e, com isso, aumenta as chances de captar pessoas de valor e com trabalho qualificado. 

A solução para respeitar a diversidade empresarial

Aqui entra uma reflexão bastante pertinente. Por mais que a empresa tenha que zelar pela igualdade, a adoção de um modelo flexível concede liberdade de escolha e respeita a diversidade. 

Atualmente, temos três gerações distintas trabalhando em conjunto. Baby Boomers, a Geração X e os Millenials. Com uma força de trabalho tão heterogênea e com valores que, em muitos casos, são bem distintos e até mesmo conflitantes, como estabelecer uma política de benefícios fixos capaz de satisfazer a todos?

As necessidades individuais são mais respeitadas em um modelo flexível de distribuição de benefícios. Isso garante que, independentemente das escolhas de cada um, a empresa cumpre seu papel de valorização da força de trabalho e reconhecimento pela sua dedicação.

Funcionários satisfeitos, produção otimizada

Os desdobramentos da adoção de uma política de gestão de recursos humanos com foco na satisfação dos empregados vão além da captação de talentos e redução da rotatividade de funcionários.

Funcionários satisfeitos com seus salários e benefícios reconhecem a importância da empresa em suas vidas e, por consequência, executam suas demandas com foco em produtividade e melhoria de desempenho. (Veja o post sobre porque funcionários felizes são bons para a sua empresa e investidores).

Modernização e inovação em sinergia com o restante do mundo corporativo

Junto com todos esses fatores, encontra-se também a mudança da visão global sobre as relações de trabalho.

O modelo de benefícios flexíveis já é uma realidade em diversos países e está se tornando uma realidade em território brasileiro com um formato adequado às normas. 

Essas mudanças beneficiam as empresas de todos os portes e nacionalidades, mas têm impacto ainda maior nas corporações multinacionais, que podem adotar, no Brasil, as políticas estabelecidas em suas respectivas sedes. Essa sinergia de operações é fundamental para respeitar os valores empresariais.

A política da flexibilidade também transmite ao mercado a imagem de uma empresa moderna, que está em sintonia com as principais tendências corporativas.

Em suma, podemos destacar que os principais ganhos com a adoção dos benefícios flexíveis são:

  1. Melhoria da employee experience 
  2. Aumento da retenção de empregados, nos resultados corporativos e na redução do turnover;
  3. Aumento da capacidade de atração de talentos;
  4. Mudança de comportamento corporativo e aumento da percepção do valor dos benefícios;
  5. Incremento da remuneração indireta;
  6. Possibilidade de utilizar a política de benefícios para se posicionar como empresa inovadora, atenta às mudanças do mercado;

A funcionalidade dos benefícios flexíveis para a rotina dos colaboradores

No tópico anterior, foram abordados os impactos positivos que a adoção de uma política de benefícios flexíveis traz para as empresas e, por consequência, para seus funcionários.

Apesar do destaque em fatores como melhoria no clima organizacional e retenção de talentos, o que realmente pesa – na perspectiva do colaborador – é usufruir do benefício.

Quando empresas adotam benefícios fixos, só existem duas opções: abdicar de receber aqueles que não interessam (quando possível) ou recebê-los e buscar formas de utilização. Um plano fixo não leva em conta a percepção de valor e as necessidades dos colaboradores, apenas cumpre com as obrigações trabalhistas.

Um outro erro bastante comum envolve os convênios e parcerias. Muitas vezes, eles são feitos com base nos interesses de um pequeno grupo de gestores, e não com foco no que o colaborador quer ou precisa. Um bom exemplo é possuir um convênio de estacionamento para o colaborador que não tem carro.

Isso reduz os aspectos positivos da experiência do empregado e cria momentos de insatisfação, mesmo quando a empresa oferece um bom salário e uma boa infraestrutura.

Os benefícios devem ser úteis e aplicáveis à realidade da maioria dos colaboradores, por isso é tão importante pensar em benefícios flexíveis, já que agradar a todos com um plano fixo de benefícios é algo desafiador. 

Um mix completo de benefícios flexíveis entrega aos colaboradores liberdade de uso e a possibilidade de gerenciar seus benefícios da forma mais adequada. 

De acordo com dados levantados pela nossa equipe, 20% das pessoas consultadas consideram os benefícios como fator essencial para sua continuidade em uma empresa e 39% vendem parte ou todos os seus benefícios. 

Essas duas estatísticas apontam para algo preocupante: os benefícios são importantes, mas o que é entregue não está atendendo às necessidades. Por essa razão, um pacote flexível surge como a solução para dar liberdade de escolha, autonomia, satisfação e reconhecimento. 

Como a Vee Benefícios opera junto às empresas para compor o mix ideal de benefícios?

Nosso trabalho compreende a diversidade de pensamentos e necessidades das empresas e de seus colaboradores.

A flexibilidade adotada para as pessoas é princípio básico no desenvolvimento de planos para as empresas. Se elas querem dar opções aos colaboradores, parte de nós o oferecimento de opções para as empresas comporem seu mix de benefícios.

Seria incoerente permitir flexibilidade para o colaborador e não para a empresa. Por isso, temos como preceito de nossas operações:

  • O respeito à filosofia de cada organização e seus valores;
  • Oferecimento de soluções personalizadas de acordo com as necessidades mapeadas pelo setor de Recursos Humanos de nossos clientes;
  • Construção de um mix sólido de benefícios com capacidade para impactar positivamente a employee experience da empresas e seu potencial de retenção de pessoas e captação de talentos.

A Vee Benefícios se ajusta às necessidades dos clientes. Isso ocorre pois os dados de mercado apontam para uma diversificação bem grande dos pacotes de benefícios elaboradores pelas empresas de todo o Brasil.

Nossa missão é compreender quais são os benefícios ofertados atualmente e, a partir desse conhecimento, traçamos um plano estratégico com a finalidade de compreender dentro do plano flexível tudo aquilo que a instituição entende como indispensável e funcional para seus colaboradores.

A orientação de nosso modelo operacional vai ao encontro do perfil da empresa e as necessidades do gestor de RH. Os benefícios oferecidos são disponibilizados em três soluções diferentes:

  1. FlexFood, sendo relacionado a utilização do Vale Refeição e Vale Alimentação, seguindo a exigência do PAT – Programa de Alimentação do Trabalhador;
  2. Flex Utilidade, aceito em supermercados e em uma ampla gama de estabelecimentos comerciais e até mesmo aplicativos;
  3. Vee for You, que garante a possibilidade de saque, facilitando empresas que precisam fazer muitos reembolsos aos colaboradores.

Em termos administrativos, a Vee opera para facilitar o controle e gerenciamento dos benefícios. Nosso foco é em duas frentes:

  1. Qualidade da oferta ao colaborador;
  2. Praticidade da gestão interna dos benefícios.

Personalização do pacote de benefícios flexíveis para sua empresa

A orientação de trabalho da Vee respeita a individualidade das instituições e seu entendimento sobre os benefícios. Isso é essencial, ainda mais sabendo que as categorias profissionais têm regras variadas para os benefícios corporativos. 

Em princípio, oferecemos uma pool de parcerias, como redes de lojas para descontos, academias, descontos em viagens e saúde mental. A empresa tem liberdade de determinar tanto os benefícios que pretende oferecer como a forma de contratação de cada um. 

Nenhum contrato é igual ao outro. A total personalização é a nossa premissa de trabalho e foi a forma escolhida por nós para dar às empresas a solução ideal para gerenciamento e oferecimento de benefícios flexíveis.

A nossa solução é mais do que um plano de benefícios flexíveis, atuando também como uma carteira digital. Com isso, o colaborador ganha facilidade de manejo e administração dos seus benefícios, e a empresa ganha simplicidade no controle e distribuição.

É dessa forma que a Vee Benefícios atua ao lado das instituições, fornecendo facilidade gerencial e diversidade de opções. A partir do detalhamento da necessidade do cliente, partimos para a ação e desenvolvimento do mix ideal de benefícios flexíveis.

Deixe a Vee Benefícios fazer parte da transformação e modernização da sua empresa! Conheça mais sobre nossa atuação no desenvolvimento dos planos flexíveis e faça com que a sua empresa adote a mesma política de benefícios que é implementada nas empresas de destaque do Brasil e do mundo.


Permita-nos ser o agente viabilizador de mudanças importantes na sua estrutura corporativa. Clique aqui e agende uma reunião de apresentação agora mesmo!

Gostou? Compartilhe

Por que a Vee é sua melhor opção quando falamos de benefícios flexíveis?

Tempo de leitura: 4 min
A  Vee é sua melhor opção quando falamos de benefícios flexíveis?

A gestão de pessoas é um grande desafio corporativo. Empresas preocupadas com seu desempenho sabem que os colaboradores representam um importante ativo no negócio, eles são o motor que geram os resultados.  Por essa razão, as instituições buscam formas de gratificar seus funcionários, e isso é feito ao oferecer um salário condizente com o mercado e benefícios empresariais de qualidade. Daí surgem os benefícios flexíveis.

A grande questão é que quando os benefícios não são bem aproveitados pelas pessoas, aquilo que deveria ser uma solução se torna um problema. Para evitar este cenário, cabe ao gestor de Recursos Humanos buscar parcerias e firmar contratos para que seja possível oferecer à base de trabalhadores um mix de benefícios flexíveis atrativos e efetivamente úteis. 

No post de hoje, vamos apresentar a importância de flexibilizar os benefícios e por que a Vee se apresenta como a melhor opção para sua empresa!

Como a Vee Benefícios age para ser a solução ideal em termos de benefícios flexíveis

Tudo começa com a nossa forma de pensar sobre os benefícios empresariais. Sabemos da sua importância, tanto para o colaborador quanto para o negócio. Mais do que apenas um “pagamento” pelos serviços prestados, os benefícios são um fator estratégico para atração e retenção. 

Diante disso, a Vee Benefícios atua em aspectos-chave essenciais para ampliar o valor percebido pelos colaboradores em relação aos benefícios. Veja quais são eles a seguir!

Poder de escolha

O primeiro ponto age diretamente na percepção de valor dos funcionários sobre os benefícios oferecidos. A Vee é uma solução de benefícios que dá ao colaborador total liberdade de escolha sobre a forma de uso do seu saldo. Além disso, traz mais flexibilidade para o gestor de Recursos Humanos.

Isso gera um impacto positivo na percepção sobre os benefícios corporativos. O funcionário é empoderado, usa seu saldo como quer e percebe que a empresa está preocupada em oferecer subsídios para que ele usufrua de seus benefícios da maneira que achar melhor.

Flexibilidade de uso

O mix de benefícios garante poder de escolha e também a possibilidade de flexibilizar o uso de acordo com as necessidades.

Vamos ao exemplo da alimentação. A flexibilidade permite que o funcionário utilize seu benefício em restaurantes ou no mercado, dando fim à imposição de uma escolha “fixa” entre Vale Alimentação e Vale Refeição.

Com isso, o colaborador determina a melhor forma de consumir seu saldo, utilizando-o de acordo com a necessidade do momento, e sabendo que, caso a de hoje seja diferente amanhã, seus benefícios continuam sendo funcionais e úteis para sua rotina. 

Benefícios para o setor de Recursos Humanos

Os impactos da adoção do modelo de benefícios flexíveis da Vee não se restringe aos colaboradores. A rotina de trabalho dos profissionais do setor de Recursos Humanos também sofrem mudanças positivas.

O primeiro aspecto tem relação com o gerenciamento. A adoção da carteira de benefícios flex gera economia de tempo e praticidade para o RH gerenciar os benefícios e saldos de cada colaborador.

O modelo flexível também auxilia na conciliação dos interesses dos colaboradores com a visão da empresa. Com mais opções em mãos, há mais probabilidade de encontrar um denominador comum em relação aos benefícios, respeitando os interesses corporativos, a legislação trabalhista e as necessidades dos colaboradores. 

E não podemos deixar de falar do poder de atração e retenção de talentos. Um bom mix de benefícios é convidativo para os colaboradores, e vai ter um peso significativo na sua tomada de decisão no momento de escolher onde trabalhar ou procurar um novo local de trabalho.

Checklist rápido: Como adotar um modelo de benefícios flexíveis?

Agora, vamos a um passo a passo para que você compreenda como a Vee Benefícios se posiciona para solucionar as dores da sua empresa em relação aos benefícios oferecidos aos colaboradores:

  1. O primeiro ponto é analisar o modelo de benefícios adotado atualmente e qual modelo é aplicado;
  2. Em seguida, o gestor de RH pode mapear os desejos dos colaboradores e as expectativas deles em relação aos benefícios empresariais;
  3. Com isso em mãos, a equipe da Vee Benefícios analisa o perfil empresarial, as necessidades corporativas e o budget alocado para benefícios corporativos;
  4. Isso servirá de base para nossa proposta. Nela estará contido nosso plano ideal de benefícios flexíveis de acordo com as características da empresa;
  5. Fechada a proposta, a empresa dá início à adoção do modelo de benefícios flexíveis, e os efeitos de sua aplicação já são sentidos logo no primeiro mês (tanto para o gestor de RH quanto para os colaboradores);
  6. Ao longo do tempo, o setor de Recursos Humanos pode analisar o modelo adotado e efetuar, junto à nossa equipe, as adequações. Assim, o mix de benefícios é totalmente alinhado com as necessidades da empresa.

Para entender mais sobre o nosso processo de análise das necessidades empresariais, elaboração do mix de benefícios e estruturação do plano ideal para sua empresa, entre em contato com nossos representantes.  Agende uma reunião com a equipe de atendimento agora mesmo!

Venha conhecer a Vee e descubra como nos posicionamos para gerar impactos positivos na gestão dos benefícios corporativos!

Gostou? Compartilhe

O melhor da participação da Vee no RH Talks

Tempo de leitura: 3 min
RH Talks: o melhor da participação da Vee!

Como muitos sabem, ontem (25/03/2020) o CEO da Vee, Raphael Machioni, deu uma palestra no RH Talks, evento da TD (Transformação Digital) totalmente online e digital para discutir as tendências para o RH do futuro e a transformação do papel e da função do RH nas empresas atuais. Nesse contexto, a Vee participou do evento para falar sobre a nova abordagem do RH na área de benefícios.

Raphael Machioni falou no RHTalks sobre o destaque que os RHs têm desenvolvido dentro das empresas. Ao contar sobre benefícios que são realmente inovadores e a nova maneira das gestões de RH oferecerem benefícios aos seus colaboradores, Raphael apresentou a todos os Benefícios Flexíveis, surpreendendo muitos participantes, que ainda não conheciam esse modelo. Uma prova disso, como apontado pelo palestrante, é que apenas 3% das empresas oferecem esse método aos seus colaboradores. 

Mas, afinal, você sabe o que são Benefícios Flexíveis?

De maneira simples e clara: é dar autonomia e o poder de escolha aos seus colaboradores na hora de decidir como eles desejam usar seus benefícios. Imprevistos fazem parte do nosso cotidiano e nossas vontades variam com cada situação em que nos encontramos. Um exemplo disso é o momento atual em que estamos: o cotidiano das pessoas, que deslocavam-se até as empresas e faziam suas atividades fora de casa, era muito diferente do que agora, no período de quarentena. Por isso, ter a liberdade de modificar suas utilizações é essencial, já que vivemos em constantes mudanças. 

Ainda pensando nesse ambiente novo em que estamos vivendo, de reclusão para evitar a disseminação e contágio da COVID-19, o nosso CEO fez durante sua apresentação no RH Talks alguns apontamentos das vantagens que os Benefícios Flexíveis trazem nesse momento. Alguns deles: a flexibilidade da forma como você vai usar suas despesas com comida – rotineiramente você talvez prefira usar para restaurantes, como o vale refeição, mas agora, fazer compras no supermercado ou pedir um delivery pode ser o mais viável. Benefícios ligados à cultura podem também ser grandes aliados nesse momento de maior tempo livre – o Spotify, por exemplo, está sendo bastante utilizado. 

Além disso, no contexto em que estamos, a competição por talentos das empresas está sendo cada vez mais desafiador. Precisamos de um ambiente diversificado para melhor desenvolvimento do nosso negócio e novas visões de mercado. Mas, ao lidar com pessoas diferentes, também lidamos com diferentes necessidades. Precisamos entender que os colaboradores são únicos e têm estilos de vida variados. Portanto, essa identificação tem a ver com tornar sua gestão mais humana e empática diante de todos. 

Assim como os próprios colaboradores, os RHs também tem a liberdade de escolher quais categorias de benefícios desejam selecionar. Assim, não é necessário procurar por diversos fornecedores, já que existe tudo em lugar só. Uma das preocupações mais constantes das empresas são os aspectos legais, que acabam deixando muitos com receio de inovar. Raphael Machioni conta que isso se dá por meio de um acordo sindical, no qual você deve seguir regras básicas: não retirar qualquer direito que o seu colaborador já tenha ou algo que o prejudique, já que a intenção com os Benefícios Flexíveis é justamente contrária a essa. 

Oferecer benefícios ainda é um aspecto muito enraizado nas empresas, que ainda seguem os modelos tradicionais. Mas, a partir do momento que elas entendem que podem utilizar a mesma proporção de valor, mas de forma flexível, é muito mais vantajoso. Raphael Machioni enfatizou no RH Talks que o maior foco do seu negócio devem ser as pessoas. Afinal, são elas que movem todo o desenvolvimento. Benefícios Flexíveis são grandes aliados na hora de motivar funcionários, deixando seus colaboradores sejam muito mais engajados, motivados e felizes em seu local de trabalho. 

Como a Vee ajuda empresas a implementar Benefícios Flexíveis

Por fim, é nesse cenário todo que nosso CEO apresentou no RH Talks a Vee Benefícios. Para ser tudo o que você precisa, a solução da sua gestão e facilitar a vida das pessoas. Como? Oferecendo Benefícios Flexíveis da maneira que a sua empresa quiser, e ainda com várias vantagens: descontos nas melhores academias (como a BioRitmo e a SmartFit), acesso a uma plataforma para cuidar da sua saúde mental com condições especiais, descontos exclusivos em mais de 1100 estabelecimentos no Brasil e até pacotes de viagens. Tudo isso em um lugar só! O bem-estar do seu colaborador deve ser prioridade e, por isso, você pode proporcionar meios de deixá-lo satisfeito em seu lugar de trabalho, se sentindo apoiado pela empresa em todos os aspectos da vida. 

Para conhecer mais sobre sobre a forma de implementar os benefícios flexíveis da sua empresa, e fale com a Vee Benefícios!

Venha ser Vee

Gostou? Compartilhe