Entenda o impacto dos benefícios corporativos na jornada do colaborador

Tempo de leitura: 4 min
Entenda o impacto dos benefícios na jornada do colaborador

Se por um lado a competitividade do mercado de trabalho exige cada vez mais dos candidatos, na outra extremidade estão as empresas que veem a demanda por profissionais qualificados aumentar significativamente. Promover o bem-estar interno acompanhando a jornada do colaborador tem se tornado uma prática altamente recomendável a uma boa gestão.

Essa equação tem impacto direto nas empresas que precisam assegurar que seus contratados estejam satisfeitos e engajados, a fim de evitar a rotatividade. Os custos operacionais e o impacto de constantes processos seletivos podem afetar não só o aspecto financeiro, mas também o ambiente de trabalho como um todo.

Acompanhar e facilitar a jornada do colaborador pode ser decisivo para qualquer empresa. Descubra a seguir qual o impacto dos benefícios corporativos nesse processo.

O que é a jornada do colaborador?

O objetivo da jornada do colaborador — que também é uma estratégia de gestão — é aumentar o engajamento dos funcionários por meio da integração entre times, mudança de cultura e comportamentos, aumento de produtividade e retenção.

Tudo isso com foco no crescimento da empresa, mas comprometido com o desenvolvimento das pessoas. Para que o processo seja eficiente, é preciso acompanhar todas as etapas pelas quais o indivíduo transita durante o seu envolvimento com a companhia.

Quais as etapas da jornada do colaborador?

Recrutamento

O recrutamento é o início da jornada do colaborador, é nesse momento que ele entra em contato com a empresa pela primeira vez. Por isso, é preciso questionar como é a experiência dele durante o processo de seleção e se essa etapa poderia ser melhorada de alguma forma.

É fundamental saber qual o tempo necessário para se completar o processo seletivo de um novo profissional, se é possível reduzi-lo e qual a impressão do candidato.

Treinamento

O treinamento engloba todo o período onde o novo colaborador é introduzido à cultura da empresa e seus processos. Esse momento é importante para a motivação do contratado e precisa ser adequado para suprir as necessidades iniciais do profissional.

Para que ele seja eficiente, o tempo e as abordagens do treinamento precisam permitir a integração do contratado na rotina da empresa de forma harmônica, mas precisa.

Desenvolvimento

É durante essa etapa da jornada do colaborador que deve-se acompanhar seu envolvimento com o trabalho e com a equipe. É preciso oferecer as condições ideais para que o crescimento profissional e a satisfação sejam realizáveis.

É muito importante ouvir suas demandas para poder entender as motivações e expectativas em relação ao seu futuro, que podem ser tanto no aspecto profissional quanto no pessoal. Na questão pessoal, é possível ampliar a experiência por meio de benefícios como: apoio psicológico, convênios com academias, programas de fidelidade e outros.

A fim de mensurar essa etapa, pode-se avaliar o desenvolvimento de suas habilidades e produtividade, bem como conhecer suas metas de crescimento. Um colaborador que é ouvido se sente mais valorizado.

Retenção

Já falamos que a retenção é um aspecto fundamental na gestão de RH, afinal, o processo de seleção e recrutamento constante, por causa da alta rotatividade, pode ter um impacto negativo em vários aspectos da empresa.

Nessa etapa da jornada do colaborador é conveniente monitorar os níveis de satisfação e a evolução do profissional. Além de um plano de carreira, cursos e treinamentos, os benefícios corporativos que são oferecidos têm um papel muito importante na motivação dos funcionários.

Uma forma amplamente utilizada para medir o nível de satisfação dos funcionários são os questionários direcionados para o desempenho pessoal e ambiente de trabalho.

Desligamento

Apesar de ser uma etapa de encerramento de ciclo, ela também deve ser acompanhada, pois os motivos que levam ao desligamento de um indivíduo da empresa podem ser muitos. Dependendo de como e por que a saída do funcionário ocorre, ela poderá ter um impacto negativo tanto para o profissional como para a equipe que permanece.

É um bom momento para avaliar toda a jornada do colaborador e entender se ele alcançou seus objetivos pessoais e profissionais nesse período.

Como melhorar a jornada do colaborador com benefícios?

A forma como uma empresa se prepara para conduzir esse processo é chamada, na gestão de RH, de Employee Experience ou Experiência do Funcionário, em português.

É preciso estabelecer uma cultura de respeito em que o discurso e a prática sejam coerentes por parte do líder. As promessas como períodos de férias, licenças e promoções devem ser cumpridas; tudo o que tiver sido acordado deve ser honrado.

Uma boa maneira de incentivar o engajamento e otimizar a experiência do funcionário é por meio de benefícios que são oferecidos pela empresa. Com eles, é possível melhorar a saúde, estimulando os cuidados com o corpo e a mente.

A qualidade de vida ajuda a manter o colaborador motivado e isso contribui para um ambiente de trabalho agradável e, consequentemente, diminui os níveis de absenteísmo. Os reflexos poderão ser vistos no aumento de produtividade, maior participação dos times e retenção de talentos.

Quais benefícios corporativos podem ser oferecidos?

Os benefícios corporativos podem ser entendidos como uma forma de incentivo que as empresas oferecem aos funcionários além do salário. A competição acirrada faz com que tanto os profissionais disponíveis no mercado quanto quem já está empregado vejam com bons olhos tudo que possa enriquecer sua rotina pessoal e profissional. 

Além de flexibilizar os tradicionais convênios médicos e vales-refeição, atualmente é possível oferecer uma experiência diferenciada em termos de benefícios personalizados. A empresa pode proporcionar ao colaborador a liberdade de decidir como e quando ele irá utilizar os recursos disponíveis.

A experiência do funcionário pode ser melhorada de forma inovadora com serviços e recursos como:

  • vale-transporte;
  • auxílio home office;
  • auxílio-creche;
  • auxílio-saúde (para ser usado em farmácias e laboratórios);
  • pagamento de boletos;
  • mobilidade urbana;
  • auxílio-educação;
  • vale-cultura;
  • campanhas de incentivo;
  • premiação.

Mesmo com toda a concorrência e os constantes desafios enfrentados pelas rápidas mudanças que ocorrem no mercado de trabalho, os gestores de RH podem contar com boas e inovadoras ferramentas que ajudam a tornar a jornada do colaborador uma experiência positiva e com bons resultados para a empresa.

Quer saber por que os benefícios flexíveis são a melhor opção? Confira neste artigo.

Esse conteúdo faz parte do evento EE4All – Employee Experience 4 All. Inscreva-se e receba todos os conteúdos: https://ee4all.club/

EE4All - Employee Experience For All - Uma campanha da Vee com Grou e Pulses
Gostou? Compartilhe

Vale Refeição: entenda como funciona e quem tem direito ao benefício

Tempo de leitura: 3 min
Você sabe quem tem direto a vale-refeição? E no esquema de Home Office, o colaborador ainda recebe benefício? Leia o post para saber!

Durante a pandemia do novo coronavírus, o aumento do trabalho remoto despertou dúvidas sobre quem tem direito a vale refeição. Para lidar com a Covid-19, há novos aspectos legais que devem ser observados pelas empresas. E, a fim de que todos pudessem rapidamente se adequar à nova situação, algumas regras trabalhistas foram modificadas .

Hoje não é mais necessário alterar a modalidade de trabalho presencial para home office no contrato, por exemplo. Também é possível reduzir proporcionalmente o salário e a jornada. Porém ainda restam algumas dúvidas sobre determinados benefícios, e quem tem direito ao vale refeição no home office é uma delas.  

Veja, a seguir, como isso tem funcionado na pandemia, e quais as alternativas disponíveis para que empresas mantenham o benefício para seus funcionários. Boa leitura!

Quais as diferenças entre vale refeição e vale alimentação?

Antes de falarmos sobre as mudanças nos vales refeição e alimentação durante a pandemia, vejamos as diferenças entre eles.

O vale alimentação é um benefício pago mensalmente ao trabalhador para a compra de alimentos em locais específicos, como supermercados e estabelecimentos do gênero. Normalmente esses locais vendem alimentos, não refeições prontas.

Já o vale refeição tem a mesma lógica de funcionamento, porém sua utilização é mais restrita. Como o seu objetivo é custear as refeições do colaborador durante a sua jornada de trabalho, só pode ser utilizado em restaurantes e demais locais que prestem esse serviço.

Ambos são um auxílio para gastos com alimentação, porém não permitem compensação entre si. No modelo tradicional desses benefícios, se sobrarem créditos de refeições no mês, o trabalhador não poderá utilizá-los no supermercado, por exemplo. 

E como funciona o vale refeição no home office?

A questão sobre quem tem direito ao vale refeição no home office gera controvérsias. Ao contrário do que muitos pensam, o vale refeição não é obrigatório a todos os empregadores. 

Legalmente, a manutenção desse benefício no trabalho remoto dependerá do tipo de contrato firmado entre a empresa e o empregado. Se o contrato determina que o VR seja pago mesmo em situações de afastamento, então o funcionário terá direito ao benefício.

Caso esse contrato não tenha sido firmado antes da pandemia, empresa e empregado poderão fazê-lo. Esse novo acordo, então, poderá prever as regras do home office e os benefícios que serão garantidos na sua vigência.

Se o pagamento do vale refeição não estiver explícito nem no contrato original, nem em acordo posterior, o empregador não tem a obrigação legal de pagar o benefício. Entretanto, o que ocorre na maioria dos casos é um acordo entre empresa e funcionários para a manutenção desse auxílio durante o trabalho remoto.  Até porque o colaborador continua precisando se alimentar, claro.

O vale refeição é vantajoso para as empresas? 

Mesmo sem haver consenso sobre quem tem direito ao vale refeição no home office, a grande maioria das empresas tem mantido o benefício. 

Uma das razões é o Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) , incentivo do governo federal para que as organizações forneçam alimentação saudável aos funcionários. Aderir ao PAT é opcional, mas as empresas que o fazem obtêm redução do Imposto de Renda. Além disso, podem também evitar que os gastos com refeição sejam incorporados aos salários, o que evita a incidência de impostos e encargos sobre o benefício.

Outro ponto importante a considerar é que os benefícios são fatores de motivação e de retenção de talentos. Quando a empresa promove ações para valorização do trabalhador, a satisfação e produtividade melhoram. Consequentemente, o colaborador será mais engajado, e a empresa terá menores índices de rotatividade de pessoas.

E como oferecer benefícios adequados às necessidades dos empregados durante a pandemia? 

Ainda é cedo para sabermos se o home office será definitivo após o isolamento. Entretanto, uma coisa é certa: o crescimento desse formato de trabalho trouxe novas necessidades para o trabalhador. E, para que possa atendê-las adequadamente, é fundamental que as empresas repensem e flexibilizem seus benefícios.  

Atenta ao novo cenário, a Vee disponibiliza uma série de benefícios diferentes que sua empresa pode oferecer. O cartão de benefícios da Vee permite, por exemplo, que o funcionário receba um Auxílio Home Office. O valor pode ser bloqueado para ser usado apenas para a compra de equipamentos e mobiliário para o escritório em casa.

Além disso, há também a possibilidade de pagamento de boletos de internet, luz e telefonia pelo aplicativo Vee Pay. Auxílio para gastos no home office, descontos para cursos online e em academias também são outras vantagens que a Vee pode oferecer.

Para saber mais sobre essas flexibilidades, entre em contato com a gente, e lhe ajudaremos a escolher os melhores benefícios para os seus colaboradores!

Gostou? Compartilhe

O que é remuneração estratégica e como ela funciona na prática

Tempo de leitura: 5 min
Entenda o significado de remuneração estratégica nas empresas

Para engajar seus colaboradores, atrair e reter talentos, é essencial que a sua organização conte com uma remuneração estratégica. A partir da aplicação dessa técnica, o seu negócio consegue fortalecer a cultura, se tornar mais competitivo e reduzir custos operacionais, impactando o seu desempenho.

Parte da gestão de pessoas, a remuneração estratégica é implementada por empresas de destaque no mercado. Amazon, Nubank, Google e Netflix são exemplos práticos de organizações que sabem como colocá-la em prática de maneira inteligente e eficaz.

Neste artigo, você vai aprender mais sobre como funciona a remuneração estratégica e como adotá-la no seu negócio. Aproveite a leitura!

banner livee

O que é a remuneração estratégica?

Remuneração estratégica é uma técnica de People Management que implementa recursos diferenciados para atrair e reter talentos no seu negócio. Essa gestão de benefícios está diretamente relacionada ao plano de carreira de um colaborador, bem como ao fortalecimento da cultura e a consolidação de um clima organizacional favorável.

Ela é uma das principais ferramentas de Employer Branding (Marca Empregadora) e deve ser construída considerando a experiência do colaborador no negócio. Para tanto, é fundamental que a construção da remuneração estratégica seja feita a partir de estudos aprofundados sobre o seu headcount (quadro de pessoal) e as boas práticas do mercado.

Quais são as principais estratégias da remuneração estratégica?

Para que você consiga começar o seu projeto de implementação da remuneração estratégica, é essencial que conheça quais são as suas categorias. Não existe um modelo predefinido que seja o ideal. O mais interessante é mesclar todas as modalidades, alterando somente a sua proporção dentro da estratégia. Isso vai depender diretamente do resultado do diagnóstico do seu headcount e das necessidades na sua empresa.

Benefícios não monetários

Os benefícios não monetários são aqueles que são oferecidos no formato de serviços ou vantagens para o colaborador. Plano de saúde e plano dentário são os mais comuns nesse modelo. No entanto, hoje, já é possível encontrar novas opções de benefícios não monetários, como os clubes de descontos.

Com o cenário pós-pandemia, uma tendência que deve se firmar como benefício não monetário é o trabalho em home office e a jornada flexível. Esses são tipos de vantagens que agregam muito valor ao seu negócio, uma vez que grande parte dos novos profissionais, pertencentes às gerações Y (nascidos entre as décadas de 1980 e 1990) e Z (nascidos após 1995 até 2010) valorizam mais a qualidade de vida que um salário alto.

Participação nos lucros e resultados

Conhecida também como PLR, a participação nos lucros e resultados é um dos diferenciais na remuneração estratégica que atrai e retém muitos talentos no negócio. O motivo disso é porque o valor a ser recebido pelo colaborador está diretamente relacionado à meritocracia. Geralmente, ele é amarrado ao contrato de gestão do colaborador e ao desempenho da plataforma de negócio.

É interessante atrelar a PLR ao contrato de gestão, uma vez que o gestor consegue desenvolver as habilidades do colaborador, além de melhorar a sua performance e a da empresa. Faça esse desenho em parceria com o seu liderado e conte com os seus indicadores de People Analytics (Análises de Pessoas).

Gamificação

Gamification ou gamificação é uma estratégia de gestão de pessoas que foca na implementação de recursos de jogos no dia a dia do colaborador. Ela atua em diversas frentes fundamentais para o desempenho do negócio e impacta diretamente no engajamento.

Com a sua metodologia divertida, ela facilita o processo de aprendizagem e estimula a autogestão dos colaboradores. Além disso, quando aplicada da maneira ideal, é uma ferramenta que favorece a colaboratividade da sua equipe, inclusive no bom relacionamento com outras áreas. É um recurso poderoso para melhorar a qualidade do clima corporativo, retendo mais talentos.

Campanhas de incentivo

As campanhas de incentivo são muito utilizadas em equipes que trabalham com vendas. No entanto, podem ser adaptadas também em áreas estratégicas que lidam diretamente com os custos do negócio. Esse modelo de remuneração estratégica também costuma adotar a técnica da gamificação e concede premiações aos seus colaboradores.

Elas podem ser tanto na modalidade monetária como em brindes ou prêmios mais elaborados, como é o caso de viagens. Geralmente, o tipo de prêmio depende das metas batidas e do nível hierárquico do colaborador. As campanhas de incentivo são recursos que ajudam a otimizar a produtividade e o trabalho em equipe.

Benefícios flexíveis

Os benefícios flexíveis são a opção mais adequada para agradar a todos os seus colaboradores, que recebem um saldo único e podem usar do jeito que quiserem, seja alimentação, refeição, academia e até mesmo terapia e pagamento de boletos. Isso dentro dos parâmetros que a empresa determinar, seguindo convenções coletivas e as regras do PAT. Autonomia, liberdade e flexibilidade para o seu colaborador.

É interessante destacar que essa é uma tendência no mercado, já que os benefícios flexíveis conversam com as novas gerações. Elas querem ter voz e oportunidade de decidir. As gerações Y e Z querem liberdade e valorização do aspecto humano. Essa modalidade de remuneração estratégica consegue tudo isso e mais um pouco.

Como aplicar remuneração estratégica na organização?

Agora que você já sabe quais são as principais categorias de recursos que podem ser aplicadas em um planejamento de remuneração estratégica, é a hora de aprender como colocá-la em prática. A seguir, você vai poder conferir um passo a passo com dicas essenciais para acertar nesse processo. Confira!

Analise as personas

Você sabe quem são as personas internas do seu negócio? O trabalho conjunto da equipe de comunicação corporativa com o RH é essencial para identificar quem são elas. Faça a construção e análise das personas. É por meio desse estudo que você vai conseguir fazer um diagnóstico preciso e melhorar a qualidade das suas decisões nessa e em outras demandas. Potencialize esse estudo com o People Analytics.

Mapeie a jornada do colaborador

A jornada do colaborador deve estar mapeada. Na prática, ela corresponde a todo o ciclo de vida do profissional com a sua marca empregadora. Algumas empresas consideram isso a partir do primeiro contato do talento por meio da divulgação de vagas e outras a partir do início do seu onboarding (embarque). O encerramento desse ciclo acontece quando ocorre o desligamento.

Compreender como ela acontece para o talento do seu negócio é essencial para conseguir compreender melhor o que ele espera da sua empresa. Além disso, a organização vai conseguir identificar outros gaps que podem ser otimizados e potencializar os resultados da remuneração estratégica.

Aplique pesquisas de clima

As pesquisas de clima são ferramentas primordiais para qualquer negócio que deseja conquistar a alta performance. Isso acontece porque elas permitem identificar a qualidade do relacionamento entre a marca e seus colaboradores. Na prática, inclusive, ela ajuda a avaliar como tem sido a postura dos gestores e como os liderados percebem o posicionamento dos valores e da cultura da empresa. Associe elas à pesquisa de Employee Net Promoter Score, ou eNPS (Índice Líquido do Colaborador Promotor).

Busque referências no mercado

O que o mercado pratica atualmente? Fazer um benchmarking (buscar referências com outras empresas, geralmente, com reuniões para um bate-papo) é uma decisão inteligente se você quer ir direto ao alvo. É interessante conhecer empresas que tem um público parecido com o seu e que, principalmente, são destaques em resultados de alta performance.

Você já pôde ver que os benefícios flexíveis são uma das principais tendências em remuneração estratégica. Com o home office se firmando como uma nova modalidade de trabalho, ter flexibilidade nos benefícios é fundamental. Na Vee Benefícios, os seus colaboradores contam com Beneflex (benefício flexível) acompanhado de outras vantagens exclusivas, como:

  • cartão Mastercard, que é aceito em mais de 2 milhões de estabelecimentos;
  • condições especiais na Zenklub, afinal, qualidade de vida e saúde emocional é um diferencial;
  • descontos para acesso à NewValue;
  • a opção de poder contratar um crédito consignado com taxas que cabem no bolso;
  • descontos em academias por meio da TotalPass;

Com os benefícios flexíveis, o seu negócio se torna mais competitivo e se destaca no mercado. Vem para a Vee e comece a atrair e reter os melhores talentos agora mesmo!

Gostou? Compartilhe

Conheça os benefícios diferentes mais oferecidos pelas empresas

Tempo de leitura: 4 min
Veja quais são alguns benefícios diferentes oferecidos por empresas para seus colaboradores.

Em poucas décadas, ocorreram muitas mudanças na cultura das empresas. As novas gerações, mais preocupadas com sua qualidade de vida, passaram a demandar maior flexibilidade das relações de trabalho. Atentas a isso, as empresas começaram a criar benefícios diferentes para colaboradores, no intuito de atender às expectativas dessa nova realidade.

Nos anos 60 e 70, Baby Boomers trabalhavam com rigidez e até a exaustão. Nas duas décadas seguintes, foi a vez do individualismo e competitividade da Geração X. Porém o momento atual, iniciado pelos Millennials, é criativo e libertário, e não guarda nenhuma das características de seus antecessores.

Ao perceberem essas mudanças, as empresas começaram a se adaptar às demandas das novas gerações e a inovar nas vantagens que oferecem aos trabalhadores.

Veja, neste artigo, uma lista de benefícios inusitados, e como eles podem auxiliar na retenção de talentos!

Como os benefícios diferentes para empregados podem trazer mudanças no atual modelo de trabalho? 

Há 20, 30 ou 40 anos, as empresas não eram pensadas em função do bem-estar dos colaboradores. Carreiras e hierarquias tinham mais importância do que o trabalho em si. Adaptar-se à estrutura era o principal requisito para o sucesso profissional.

As startups romperam esse paradigma e mostraram que flexibilidade tem relação direta com inovação e criatividade. Com isso, mesmo empresas tradicionais têm adaptado seus sistemas ao novo modelo, que respeita o propósito de vida das pessoas e oferece condições para que se desenvolvam.

É natural que mudanças de mentalidade venham acompanhadas de rotatividade de pessoal. E, para reter mentes criativas, é fundamental oferecer benefícios igualmente criativos. 

Vejamos alguns exemplos de sucesso!

Sala de meditação

Além de benefícios para o corpo, a meditação também aumenta a concentração e a produtividade. Por isso, além do bem estar proporcionado ao colaborador, oferecer uma estrutura para isso pode beneficiar também a empresa. 

Patinete elétrico

Junto das bicicletas elétricas, os patinetes elétricos também ficaram populares em alguns negócios. 

A empresa de tecnologia para gestão empresarial DOC88 oferece esse benefício diferente aos funcionários para que eles possam ir a reuniões, visitar clientes ou almoçar. A ideia surgiu depois de ver que muitos colaboradores já usavam os equipamentos para se locomoverem de casa para o trabalho e vice-versa.

Participação na sociedade 

Não é exatamente um benefício diferente para o empregado, mas tomou força em especial entre as startups. As chamadas “partnerships” funcionam como uma estratégia de retenção de talentos, que dão a possibilidade de, um dia, o colaborador vir a se tornar sócio da empresa.

Congelamento de óvulos e incentivos à maternidade 

Sem dúvida, esse é um dos benefícios diferentes para empregados mais originais oferecidos por uma empresa. O Mercado Livre oferece às suas funcionárias, desde 2018, a opção de congelarem seus óvulos e custeia esse procedimento para mulheres a partir de 33 anos e que já sejam funcionárias há, pelo menos, um ano.

A empresa também disponibiliza outros incentivos à maternidade. Dentre eles estão salas de apoio à amamentação e flexibilidade da jornada de trabalho no retorno da licença maternidade nos dois primeiros anos de vida da criança.

Auxílio home office 

Uma vez que muitos funcionários estão trabalhando remotamente, algumas empresas têm adotado o auxílio home office. Um valor é depositado na conta do colaborador para custear seus gastos com internet, luz e telefone.

Com a Vee, o pagamento dessas contas e boletos pode ser feito diretamente pelo aplicativo Vee Pay, com o saldo do auxílio home office disponibilizado pelas empresas. É só escanear o código de barras e pronto!

Auxílio com mobiliário 

Como o ambiente doméstico muitas vezes não está adaptado para o trabalho diário, diversas empresas decidiram oferecer um auxílio para possibilitar a compra de mobília, como cadeiras e mesas confortáveis.

Com a Vee, você tem condições especiais no acesso à NewValue, uma plataforma que oferece descontos exclusivos para quem precisa planejar a ergonomia, com vantagens em lojas de mobiliário, material de escritório e equipamentos eletrônicos, entre outros.

Terapia online 

Mais um importantíssimo dentre os benefícios diferentes para os empregados. O isolamento pode causar tensões e até mesmo depressão.

Algumas empresas, preocupadas com a saúde emocional de seus empregados, passaram a oferecer ajuda em pacotes de terapias online, autorizadas pelo Conselho Federal de Psicologia.

Aliás, você conhece o Zenklub? Ele ele é uma plataforma online e também é parceiro da Vee. Assim você pode oferecer ao seu colaborador desconto nas sessões com psicólogos, terapeutas e coaches na plataforma.

Cartões de benefícios podem auxiliar durante a pandemia

O fato de muitos funcionários não comerem fora de casa por causa do isolamento fez com que acumulassem créditos de vale-refeição. Porém, com uma gestão de benefícios flexíveis, esse saldo não fica inutilizado.

Em recente entrevista para o Yahoo Finanças, o CEO da Vee, Raphael Machioni, falou sobre o assunto. Uma pesquisa feita pela empresa mostrou que, entre os dias 1 de abril e 31 de maio, o uso do cartão de benefícios Vee com mobilidade caiu 3,67%, enquanto o volume de pedidos de comida em casa cresceu 24%, com acréscimo de 19,3% na quantia média utilizada. 

O uso percentual de transações utilizando benefícios para arcar com despesas de internet e energia aumentou em 229%, com uma alta de 189% no valor. E ainda a pesquisa indicou que aumentou 300% o uso em opções ligadas à cultura, como compra de livros e filmes.

Mesmo após o fim da pandemia, essas novas facilidades de compras e pagamentos permanecerão. E as empresas precisam estar atentas a esses tipos de benefícios diferentes para empregados. 

O cartão de benefícios da Vee é uma excelente alternativa! Entre suas vantagens, permite que o funcionário utilize seu saldo de acordo com seus gostos e necessidades pessoais.Quer saber como a Vee ajuda sua empresa na adoção de benefícios flexíveis? Entre em contato conosco e saiba a melhor forma de fazer isso!

Gostou? Compartilhe

Entenda os benefícios da diversidade nas empresas

Tempo de leitura: 5 min
Entenda a importância e os benefícios da diversidade nas empresas

Muito se fala sobre a necessidade e importância da diversidade, seja dentro de uma empresa ou em quaisquer outros grupos, ou instituições. No entanto, você sabe exatamente o que significa esse conceito? Entende o que é a diversidade nas empresas e como ela pode ser incentivada? Sabe quais são os benefícios disso, tanto para colaboradores quanto para o negócio? Se não, está na hora de descobrir!

A diversidade é a formação de grupos que tenham pessoas de diferentes gêneros, orientação sexual, etnias, experiências e formações. Ou seja, uma empresa diversa é aquela na qual os colaboradores têm valores e visões de mundo diferentes entre si. Essa característica pode agregar muito valor ao negócio, tanto no que diz respeito à retenção de talentos quanto em relação à qualidade dos resultados gerados.

Portanto, continue a leitura e descubra mais sobre a diversidade nas empresas!

Aprofundando no significado da diversidade nas empresas

Apesar de o significado de diversidade estar muito ligado à presença de profissionais com diferentes visões de mundo e origens, ela não se resume a isso. Promover a diversidade em uma empresa vai muito além do momento de contratação de novos colaboradores, incluindo também a cultura organizacional e tratamento que você oferece a cada um desses profissionais dentro do negócio.

Dessa forma, a diversidade nas empresas diz respeito a uma cultura de diversidade, na qual as diferenças são valorizadas e, inclusive, celebradas. As ideias inovadoras, críticas e feedbacks são incentivados e é importante que todos os profissionais tenham a mesma voz dentro da empresa, independentemente do cargo que ocupam e das suas características pessoais.

Além disso, a diversidade também exige o respeito. É importante que todos os colaboradores entendam e respeitem as diferenças uns dos outros. Afinal, não adianta acolher pessoas de um grupo minoritário, dando oportunidades a esses talentos, quando os outros membros da empresa excluem ou reforçam violências, como o racismo, machismo, homofobia e preconceitos de outros tipos.

Portanto, a diversidade nas empresas é essa junção de fatores, que incluí a contratação de pessoas de diversos grupos sociais e, também, a promoção da cultura de respeito e valorização da diversidade e diferenças dentro da organização.

Boas práticas para promover a diversidade nas empresas

Agora que você já sabe que a diversidade nas empresas é algo complexo, que exige uma série de mudanças, continue a leitura para descobrir as melhores práticas nesse aspecto.

Combata preconceitos ativamente

É importante entender que a sua empresa (e todas as outras) está inserida em uma sociedade repleta de preconceitos e foi nesse contexto que os profissionais que fazem parte do seu negócio foram criados. Dessa forma, existem diversos julgamentos que exigem um trabalho de conscientização e desconstrução para serem desfeitos.

Portanto, é importante que você combata, ativamente, o preconceito de qualquer tipo dentro da empresa. Convide pessoas para dar palestras aos colaboradores, mostrando quais são as atitudes que refletem esses julgamentos e como evitá-las. Mostre que desconstruir esse padrão de pensamento exige esforço, mas é possível.

Isso, além de promover um ambiente de trabalho mais saudável e agradável a todos, ainda contribui para a melhoria da sociedade como um todo.

Invista em benefícios flexíveis

Você já sabe que os benefícios são uma ótima forma de valorizar a sua equipe e, inclusive, potencializar a produtividade do time. Mas, você sabe como investir e valorizar a diversidade dos colaboradores na hora de implementar uma política de benefícios?

Nesse aspecto, os benefícios flexíveis podem ser a sua melhor opção. Eles permitem que os colaboradores utilizem esse recurso de acordo com as suas necessidades próprias. Dessa forma, eles contribuem para o respeito à individualidade e aos desejos e necessidades de cada um dos profissionais que fazem parte do negócio.

Reestruture o seu recrutamento

Você já parou para observar o quão diverso é o seu time de colaboradores hoje? Caso perceba que há uma homogeneidade em relação á formação, origem de cada um dos profissionais, raça ou gênero, saiba que isso é um reflexo da falta de diversidade, começando pelo seu sistema de recrutamento.

Isso porque, devido a diversos preconceitos da sociedade, muitos recrutadores dão preferências às pessoas brancas, em vez de negras, ou homens, em vez de mulheres, durante o processo seletivo. Isso pode acontecer de forma consciente ou não. Dessa forma, é essencial que você reestruture o seu recrutamento para evitar esse tipo de viés e garantir que a sua empresa promoverá a diversidade.

Uma estratégia bastante interessante nesse aspecto é o recrutamento às cegas, por exemplo. Nele, o recrutador analisa o perfil do candidato sem ter acesso ao seu nome, foto ou endereço, focando-se exclusivamente nas qualidades e histórico profissional.

Reflita sobre os cargos de liderança

Muitas vezes, o que acontece dentro da empresa é que os colaboradores apresentam uma certa diversidade. Porém, ela para nas funções operacionais e os cargos de liderança são prioritariamente ocupados por grupos hegemônicos (homens, brancos e heterossexuais).

Portanto, uma outra estratégia para a promoção da diversidade na empresa é refletir sobre esses cargos no seu negócio. Caso observe que esse é o caso, revise também a forma como você promove os colaboradores, de forma a garantir um processo mais justo e livre de preconceitos.

Importância e benefícios do investimento em diversidade

Promover a diversidade nas empresas traz uma série de benefícios para o negócio, profissionais e, inclusive, a sociedade como um todo. Descubra agora quais são os principais deles:

Aumenta a capacidade de inovação

Quanto mais diversa a empresa, maior é a sua capacidade de inovação. Afinal, você conta com profissionais que têm visões de mundo diferentes entre si. Dessa forma, quando eles trocam ideias e buscam por soluções em conjunto, há uma combinação das capacidades de cada um deles, permitindo sair da caixa na hora de resolver problemas ou criar produtos e serviços.

Cria um diferencial competitivo

A sua empresa precisa se destacar da concorrência, ou seja, ter um diferencial competitivo. Isso pode vir da diversidade uma vez que os clientes também percebem essa mudança na organização, fazendo com que a sua marca seja mais valorizada no mercado. Além disso, pesquisas indicam que, em empresas que favorecem a diversidade, os colaboradores se mostram mais engajados e motivados, o que faz com que eles sejam capazes de oferecer melhores produtos e serviços aos clientes, o que também se torna um diferencial competitivo.

Aumenta a retenção de talentos

rotatividade é um grande problema para as empresas e, muitas vezes, os colaboradores saem do negócio devido a conflitos ou ambiente de trabalho desagradável. Quando você promove a diversidade, ensina os seus colaboradores a respeitar as ideias e opiniões de todos e, com isso, evita conflitos e melhora o ambiente da organização. Dessa forma, há uma grande tendência a uma redução na rotatividade e aumento dos índices de retenção de talentos.

Contribui para uma sociedade mais justa

Lutar por uma sociedade mais justa, que respeite a diversidade, é papel de todo cidadão e organização. Quando você investe na diversidade, faz parte dessa luta, contribuindo para que as minorias tenham acesso às mesmas oportunidades de todos os outros grupos sociais.

Como você pode perceber, a promoção da diversidade nas empresas é importante tanto para o negócio, que se torna mais reconhecido no mercado, quanto para os profissionais e a sociedade como um todo. Essa é uma demanda do mundo atual, no qual as lutas pelo respeito às diferenças são cada vez mais intensas e relevantes. Portanto, comece agora mesmo a investir nesse processo e aproveite todos os benefícios que ele pode trazer!

Gostou do artigo? Então, aproveite e compartilhe nas suas redes sociais para propagar o conhecimento para amigos e familiares!

Quer saber mais sobre a Vee? Basta entrar em contato pelo nosso site clicando aqui.

Gostou? Compartilhe

Como os benefícios contribuem para a produtividade na empresa? Entenda

Tempo de leitura: 4 min
Como os benefícios contribuem para a produtividade na empresa?

Contar com colaboradores qualificados e produtivos é essencial para o sucesso de qualquer empresa. Afinal, eles são capazes de gerar mais e melhores resultados para o seu negócio e mais produtividade. Com isso, prover o crescimento e fortalecimento da sua marca no mercado.

Os benefícios estão entre os fatores que impactam a produtividade na empresa. Entre eles, vale destacar os flexíveis, ou seja, aqueles benefícios que podem ser utilizados de forma diferente por cada um dos seus colaboradores, dando liberdade para que eles aproveitem-os da melhor forma, de acordo com as suas necessidades. Investir nessa estratégia traz uma série de vantagens para a equipe e a consequência delas é o aumento da produtividade da sua empresa como um todo.

Quer saber como o investimento em benefícios aumenta a produtividade na empresa? Então, continue a leitura e descubra agora mesmo!

Melhora a satisfação dos colaboradores com o trabalho

Para garantir a produtividade do time, é importante que os profissionais estejam inseridos em um ambiente de trabalho propício para isso, onde eles estejam satisfeitos com a organização onde trabalham. Assim, os benefícios podem contribuir muito nesse aspecto.

Isso porque os benefícios também são uma forma de recompensar os colaboradores pelo trabalho realizado. Dessa forma, eles mostram que a empresa se preocupa e valoriza cada um dos profissionais que trabalham dentro dela, o que aumenta a satisfação dos trabalhadores com o negócio. Dessa forma, eles ficam mais inclinados a darem o seu melhor e serem mais produtivos.

Reduz os índices de rotatividade

Quando se fala em produtividade, um dos grandes vilões é a rotatividade dentro da empresa. A alta frequência de saída de colaboradores da organização exige que você contrate e treine novos profissionais para a realização das tarefas. Os profissionais que chegam ainda não estão no pico de sua produtividade.

Isso porque eles passam por um processo de adaptação durante o qual ainda se acostumam com o ambiente da empresa e com as tarefas a serem realizadas. Apenas após algumas semanas — e, até mesmo, meses — é que eles alcançam o pico da sua produtividade.

Com benefícios atraentes e que contemplam as necessidades dos seus colaboradores, há menos chances de que eles deixem a empresa. Dessa forma, os índices de rotatividade caem e, com isso, a sua produtividade pode aumentar e se manter no pico durante um bom tempo.

Atrai os melhores talentos para o seu negócio

Para garantir uma alta produtividade e, consequentemente, bons resultados para o seu negócio, é necessário contar com colaboradores qualificados e experientes, capazes de realizar as atividades da melhor forma possível e com rapidez. Para isso, é importante encontrar os melhores talentos do mercado, com as competências adequadas para as tarefas indicadas.

Os benefícios também podem ser grandes aliados nesse aspecto. Isso porque eles servem como uma atração para que esses talentos disponíveis queiram fazer parte do seu time. Afinal, entre uma proposta de uma empresa que oferece benefícios e uma que não, há uma maior tendência de o profissional escolher a que oferta esse tipo de remuneração. Dessa forma, você consegue criar um time de qualidade, capaz de produzir mais e gerar bons resultados para o negócio e para os seus clientes.

Reduz a ocorrência de atrasos e faltas

Os atrasos e faltas são outros grandes vilões da produtividade de uma empresa. Afinal, em um dia no qual um dos membros do time não comparece ao trabalho, há uma grande quebra na produtividade do grupo como um todo. O mesmo acontece quando o colaborador atrasa com frequência.

Como você já sabe, os benefícios melhoram os índices de motivação e engajamento dos colaboradores, assim como a satisfação deles com a empresa. Dessa forma, eles são capazes de reduzir a ocorrência de atrasos e faltas. Afinal, um colaborador satisfeito e engajado tem maior zelo com o seu trabalho, se esforçando para chegar sempre no horário certo e, ainda, evitando faltar, fazendo isso apenas quando é realmente necessário.

Melhorar a qualidade de vida e saúde dos colaboradores

Um colaborador que tem benefícios como o vale-refeição e alimentação, tem um determinado valor para investir no cuidado com a sua própria saúde. Dessa forma, ele pode se alimentar melhor durante a sua jornada de trabalho e depois dela. Isso permite que ele eleve a sua qualidade de vida como um todo, assim como seus indicadores de saúde, uma vez que compromete menos o seu salário ao investir em uma alimentação saudável.

Além disso, quando o colaborador tem benefícios, também tem mais condições de investir nos cuidados com a saúde, tanto física quanto emocional. Ele pode ter recursos para pagar uma academia, por exemplo, ou aulas de um esporte para ele próprio e para a sua família.

Esse tipo de impacto que os benefícios trazem para a qualidade de vida e a saúde dos colaboradores também reflete nos resultados que eles geram dentro da empresa. Ou seja, os profissionais têm melhores condições físicas e mentais para dar o seu melhor no trabalho, assim como altos índices de bem-estar, o que faz com que eles sejam mais produtivos quando comparado àqueles que não estão nas mesmas condições.

Eles têm, portanto, disposição para dar o seu melhor no trabalho e são capazes de realizar mais atividades que os colegas. Ou seja, essa é mais uma forma de evidenciar o impacto positivo dos benefícios na produtividade do seu time.

Os benefícios são grandes aliados das empresas que querem criar um diferencial competitivo e oferecer mais e melhores resultados para os seus clientes. Afinal, eles são capazes de aumentar a produtividade na empresa por melhorarem as condições de vida e de saúde dessas pessoas, aumentarem o engajamento e motivação dos colaboradores, assim como os índices de satisfação. Além disso, auxiliam no combate aos grandes vilões da produtividade, como a rotatividade, os atrasos e as faltas.

Portanto, comece agora mesmo a investir em benefícios na sua empresa. Para isso, entre em contato com a Vee Digital e descubra todas as soluções que temos para o seu negócio!

Gostou? Compartilhe

Vee e Wiz Saúde fazem parceria ampliando oferta de benefícios flexíveis

Tempo de leitura: 3 min
Em tempos de pandemia, benefícios flexíveis são a resposta. Por isso a Vee e a Wiz saúde se uniram.

A maneira com a que nos relacionamos com os nossos empregos vem mudando nos últimos anos. Cada vez mais as pessoas buscam ambientes de trabalho nos quais possam equilibrar sua vida, alinhados com os seus princípios e valores éticos e que atendam os seus anseios. Para atrair estes profissionais, as empresas buscam as melhores soluções e práticas mais atuais: horários alternativos, home office algumas vezes na semana e benefícios flexíveis, entre outros.

A pandemia de Covid-19 não criou, mas acelerou essas transformações. De repente, a gestão remota já não é mais uma alternativa, mas obrigatório. As pessoas se viram questionando os benefícios que recebem dos seus empregadores. O que fazer com um vale-refeição se não temos restaurantes? O mesmo vale também para descontos em academias, por exemplo, que permanecem fechadas.

Foi pensando nisso que a Vee Benefícios e a Wiz Saúde, unidade de negócio do conglomerado Wiz, especializada na gestão de benefícios de plano de saúde, odontológico e seguro de vida em grupo, criaram uma nova parceria. O objetivo é levar benefícios flexíveis e atender de forma criativa e inovadora as novas necessidades e exigências do RH das empresas.

“Esse trabalho em conjunto com a Wiz vai potencializar o nosso canal de vendas, oferecendo a solução fundamental para quem precisa entregar valor e se posicionar ao lado de seus colaboradores no atual momento em que vivemos”, explicou Raphael Machioni, CEO da Vee.

O anúncio foi feito em uma live na última terça-feira (16 de junho). Participaram dessa transmissão Francesca Bianco, diretora-executiva da Wiz Soluções; Raphael Machioni, CEO da Vee Benefícios; Marcelo Nobrega, conselheiro Vee e especialista em Gestão e RH; e Eduardo Gouveia, conselheiro Vee e especialista em loyalty, benefícios e meios de pagamento.

Reveja a live da Vee Benefícios com a Wiz Saúde:

A pandemia e o confinamento exigem que as empresas se adaptem a uma nova realidade sem volta atrás: as mudanças que estão acontecendo agora não voltarão ao seu estágio anterior.

“A crise deste momento é a hora do RH brilhar. Nas outras crises brilharam os times Financeiros, de Supply Chain. Agora os Recursos Humanos estão no meio disso”, explicou durante a live Marcelo Nobrega. “Essa preocupação com o bem estar físico e emocional das pessoas é o domínio de recursos humanos. Como ajudar as pessoas e os líderes a continuar com uma dinâmica boa de trabalho?”

Uma das maneiras de se ajudar os colaboradores é oferecendo a eles a flexibilidade nos benefícios e, consequentemente, a liberdade para gerenciar o que recebem de acordo com as suas necessidades e desejos individuais, como explicou durante a live Eduardo Gouveia.

“O ‘one size fits all’ já não funciona. Cada vez mais é necessário ter funcionalidade de poder escolher os benefícios que funcionam pra você. É preciso de ferramentas que individualizam a relação do RH com o funcionário”.

Diretora-Executiva da Wiz Soluções, Francesca Bianco também falou sobre a importância se enxergar cada um dos colaboradores separadamente e a atenção à saúde emocional e física, sobretudo no momento em que vivemos.

“A gente precisa gerar bem estar e influenciar aspectos em que as pessoas se sintam bem física e emocionalmente. Com a parceria com a Vee conseguimos dar essa flexibilidade e atender uma necessidade: eu dou autonomia e poder de escolha (ao colaborador), o que o engaja, e consequentemente ajuda o RH.”

Juntas, a Vee e a Wiz Saúde têm potencial de levar a solução de benefícios flexíveis a um número maior de empresas, atendendo as necessidades das pequenas e médias companhias.

Conheça algumas vantagens de ter benefícios flexíveis na sua empresa

Empoderamento do colaborador

Ao ter suas necessidades individuais respeitadas, as pessoas se sentem mais valorizadas e funcionários felizes apresentam resultados melhores, como apontam pesquisas.

Além disso, quando os colaboradores estão mais satisfeitos com o ambiente de trabalho, aumenta a taxa de retenção do time e a rotatividade, uma das maiores dores de cabeça para as empresas na atualidade, é mitigada.

Facilidade na gestão de benefícios

No modelo mais tradicional, quando uma empresa quer oferecer diferentes benefícios para os seus funcionários, ela acaba tendo uma infinidade de fornecedores. Com isso, o time de recursos humanos acaba perdendo muito tempo apenas para gerenciar diferentes sistemas. Tempo que poderia ser investido em projetos mais relevantes para a saúde organizacional.

Antecipação a crises

Empresas com benefícios flexíveis não precisaram se preocupar em adaptar os benefícios do seu time quando o Brasil entrou em quarentena, afinal as pessoas puderam redirecionar os seus gastos sozinhas, sem a necessidade de auxílio do RH.

Quer saber como a Vee pode ajudar a sua empresa a entrar na era dos benefícios flexíveis? Entre em contato com o nosso time clicando aqui.

Gostou? Compartilhe

Como a Vee ajuda as empresas a implementar uma política de benefícios flexíveis

Tempo de leitura: 8 min
Saiba como a Vee ajuda sua empresa a compor seu mix de benefícios flexíveis

Os gestores de Recursos Humanos tem hoje o desafio de lidar com o fator humano sob uma nova perspectiva. As pessoas deixaram de ser apenas mais um número somando forças para os resultados. Hoje, muitas empresas enxergam seus colaboradores como o principal ativo empresarial.

E essa linha de pensamento faz sentido, afinal, quem gera os lucros e fornece base para o crescimento do volume de negócios são os funcionários. E se eles não recebem da empresa o devido reconhecimento, é natural que busquem outros desafios. 

A competição nos nichos de mercado não se reduz ao market share. Empresas competem pelos melhores colaboradores, buscando formas de atrair e reter os principais talentos do mercado. E as técnicas de atração vão muito além de um bom salário. 

É cada vez mais visível a procura por benefícios empresariais. A relação entre employee experience (EX) e os resultados corporativos está cada vez mais evidente. De acordo com uma pesquisa global realizada pelo LinkedIn48% dos talentos consultados disseram que suas empresas precisam otimizar os benefícios oferecidos. 

Esse dado é bastante preocupante para as organizações que pretendem reduzir o turnover e reter seus talentos. E o cenário se completa com outra estatística importante: companhias que receberam notas máximas em relação aos benefícios oferecidos aos empregados tiveram 56% menos atritos e problemas com colaboradores.

Como os benefícios encaixam nessa história?

Pesquisas como essa salientam algo que está cada vez mais evidente no mercado de trabalho: os benefícios são ferramentas para otimizar o clima e saúde organizacional . Eles funcionam como fator de motivação e engajamento dos colaboradores e são importantes na tomada de decisão de um trabalhador em relação à sua saída ou permanência. 

Mas não se engane. Ao mencionar benefícios, a busca do trabalhador não é pelo mix básico “VR ou VA, VT e Plano de Saúde”. O modelo de benefícios flexíveis se apresenta como uma solução de maior impacto na employee experience e na retenção de talentos.

Este conteúdo tem como finalidade discutir a importância dos benefícios flexíveis e seus impactos corporativos. A análise se divide em três tópicos:

  1. A importância dos benefícios flexíveis;
  2. Sua funcionalidade para a rotina dos colaboradores;
  3. Como a Vee opera junto às empresas para compor o mix ideal de benefícios.

Na parte final, veja como a Vee se posiciona como agente viabilizador da estruturação de um modelo de benefícios flexíveis, geridos digitalmente pelos empregados e com um modelo de gerenciamento descomplicado e benéfico para as operações do setor de Recursos Humanos.

Boa leitura!

A importância dos benefícios flexíveis no contexto atual de mercado

De acordo com pesquisa feita pela Society of Human Resources Management, ao final de 2018, 34% das empresas consultadas melhoraram seus planos de benefícios. As principais razões para essas mudanças foram:

  • Retenção de empregados (72%);
  • Atração de novos talentos (58%);
  • Resposta ao feedback dos funcionários (54%).

Esse tipo de cenário indica que os benefícios se destacam como um fator essencial para a satisfação dos empregados e como isca para atrair talentos. E soma-se aqui a importância da escolha, a liberdade de uso desses benefícios, que é uma realidade construída com base em um modelo flexível.

Dar aos colaboradores a possibilidade de escolher seu pacote de benefícios amplia a satisfação e também a percepção deles perante o empregador. Isso gera impactos positivos no clima interno e na capacidade de retenção de talentos e redução de turnover.

Além disso, a adoção de um modelo de benefícios flexíveis tem impacto nos processos seletivos. Uma empresa que valoriza seus empregados e oferece aquilo que eles precisam, irá atrair a atenção do mercado de trabalho e, com isso, aumenta as chances de captar pessoas de valor e com trabalho qualificado. 

A solução para respeitar a diversidade empresarial

Aqui entra uma reflexão bastante pertinente. Por mais que a empresa tenha que zelar pela igualdade, a adoção de um modelo flexível concede liberdade de escolha e respeita a diversidade. 

Atualmente, temos três gerações distintas trabalhando em conjunto. Baby Boomers, a Geração X e os Millenials. Com uma força de trabalho tão heterogênea e com valores que, em muitos casos, são bem distintos e até mesmo conflitantes, como estabelecer uma política de benefícios fixos capaz de satisfazer a todos?

As necessidades individuais são mais respeitadas em um modelo flexível de distribuição de benefícios. Isso garante que, independentemente das escolhas de cada um, a empresa cumpre seu papel de valorização da força de trabalho e reconhecimento pela sua dedicação.

Funcionários satisfeitos, produção otimizada

Os desdobramentos da adoção de uma política de gestão de recursos humanos com foco na satisfação dos empregados vão além da captação de talentos e redução da rotatividade de funcionários.

Funcionários satisfeitos com seus salários e benefícios reconhecem a importância da empresa em suas vidas e, por consequência, executam suas demandas com foco em produtividade e melhoria de desempenho. (Veja o post sobre porque funcionários felizes são bons para a sua empresa e investidores).

Modernização e inovação em sinergia com o restante do mundo corporativo

Junto com todos esses fatores, encontra-se também a mudança da visão global sobre as relações de trabalho.

O modelo de benefícios flexíveis já é uma realidade em diversos países e está se tornando uma realidade em território brasileiro com um formato adequado às normas. 

Essas mudanças beneficiam as empresas de todos os portes e nacionalidades, mas têm impacto ainda maior nas corporações multinacionais, que podem adotar, no Brasil, as políticas estabelecidas em suas respectivas sedes. Essa sinergia de operações é fundamental para respeitar os valores empresariais.

A política da flexibilidade também transmite ao mercado a imagem de uma empresa moderna, que está em sintonia com as principais tendências corporativas.

Em suma, podemos destacar que os principais ganhos com a adoção dos benefícios flexíveis são:

  1. Melhoria da employee experience 
  2. Aumento da retenção de empregados, nos resultados corporativos e na redução do turnover;
  3. Aumento da capacidade de atração de talentos;
  4. Mudança de comportamento corporativo e aumento da percepção do valor dos benefícios;
  5. Incremento da remuneração indireta;
  6. Possibilidade de utilizar a política de benefícios para se posicionar como empresa inovadora, atenta às mudanças do mercado;

A funcionalidade dos benefícios flexíveis para a rotina dos colaboradores

No tópico anterior, foram abordados os impactos positivos que a adoção de uma política de benefícios flexíveis traz para as empresas e, por consequência, para seus funcionários.

Apesar do destaque em fatores como melhoria no clima organizacional e retenção de talentos, o que realmente pesa – na perspectiva do colaborador – é usufruir do benefício.

Quando empresas adotam benefícios fixos, só existem duas opções: abdicar de receber aqueles que não interessam (quando possível) ou recebê-los e buscar formas de utilização. Um plano fixo não leva em conta a percepção de valor e as necessidades dos colaboradores, apenas cumpre com as obrigações trabalhistas.

Um outro erro bastante comum envolve os convênios e parcerias. Muitas vezes, eles são feitos com base nos interesses de um pequeno grupo de gestores, e não com foco no que o colaborador quer ou precisa. Um bom exemplo é possuir um convênio de estacionamento para o colaborador que não tem carro.

Isso reduz os aspectos positivos da experiência do empregado e cria momentos de insatisfação, mesmo quando a empresa oferece um bom salário e uma boa infraestrutura.

Os benefícios devem ser úteis e aplicáveis à realidade da maioria dos colaboradores, por isso é tão importante pensar em benefícios flexíveis, já que agradar a todos com um plano fixo de benefícios é algo desafiador. 

Um mix completo de benefícios flexíveis entrega aos colaboradores liberdade de uso e a possibilidade de gerenciar seus benefícios da forma mais adequada. 

De acordo com dados levantados pela nossa equipe, 20% das pessoas consultadas consideram os benefícios como fator essencial para sua continuidade em uma empresa e 39% vendem parte ou todos os seus benefícios. 

Essas duas estatísticas apontam para algo preocupante: os benefícios são importantes, mas o que é entregue não está atendendo às necessidades. Por essa razão, um pacote flexível surge como a solução para dar liberdade de escolha, autonomia, satisfação e reconhecimento. 

Como a Vee Benefícios opera junto às empresas para compor o mix ideal de benefícios?

Nosso trabalho compreende a diversidade de pensamentos e necessidades das empresas e de seus colaboradores.

A flexibilidade adotada para as pessoas é princípio básico no desenvolvimento de planos para as empresas. Se elas querem dar opções aos colaboradores, parte de nós o oferecimento de opções para as empresas comporem seu mix de benefícios.

Seria incoerente permitir flexibilidade para o colaborador e não para a empresa. Por isso, temos como preceito de nossas operações:

  • O respeito à filosofia de cada organização e seus valores;
  • Oferecimento de soluções personalizadas de acordo com as necessidades mapeadas pelo setor de Recursos Humanos de nossos clientes;
  • Construção de um mix sólido de benefícios com capacidade para impactar positivamente a employee experience da empresas e seu potencial de retenção de pessoas e captação de talentos.

A Vee Benefícios se ajusta às necessidades dos clientes. Isso ocorre pois os dados de mercado apontam para uma diversificação bem grande dos pacotes de benefícios elaboradores pelas empresas de todo o Brasil.

Nossa missão é compreender quais são os benefícios ofertados atualmente e, a partir desse conhecimento, traçamos um plano estratégico com a finalidade de compreender dentro do plano flexível tudo aquilo que a instituição entende como indispensável e funcional para seus colaboradores.

A orientação de nosso modelo operacional vai ao encontro do perfil da empresa e as necessidades do gestor de RH. Os benefícios oferecidos são disponibilizados em três soluções diferentes:

  1. FlexFood, sendo relacionado a utilização do Vale Refeição e Vale Alimentação, seguindo a exigência do PAT – Programa de Alimentação do Trabalhador;
  2. Flex Utilidade, aceito em supermercados e em uma ampla gama de estabelecimentos comerciais e até mesmo aplicativos;
  3. Vee for You, que garante a possibilidade de saque, facilitando empresas que precisam fazer muitos reembolsos aos colaboradores.

Em termos administrativos, a Vee opera para facilitar o controle e gerenciamento dos benefícios. Nosso foco é em duas frentes:

  1. Qualidade da oferta ao colaborador;
  2. Praticidade da gestão interna dos benefícios.

Personalização do pacote de benefícios flexíveis para sua empresa

A orientação de trabalho da Vee respeita a individualidade das instituições e seu entendimento sobre os benefícios. Isso é essencial, ainda mais sabendo que as categorias profissionais têm regras variadas para os benefícios corporativos. 

Em princípio, oferecemos uma pool de parcerias, como redes de lojas para descontos, academias, descontos em viagens e saúde mental. A empresa tem liberdade de determinar tanto os benefícios que pretende oferecer como a forma de contratação de cada um. 

Nenhum contrato é igual ao outro. A total personalização é a nossa premissa de trabalho e foi a forma escolhida por nós para dar às empresas a solução ideal para gerenciamento e oferecimento de benefícios flexíveis.

A nossa solução é mais do que um plano de benefícios flexíveis, atuando também como uma carteira digital. Com isso, o colaborador ganha facilidade de manejo e administração dos seus benefícios, e a empresa ganha simplicidade no controle e distribuição.

É dessa forma que a Vee Benefícios atua ao lado das instituições, fornecendo facilidade gerencial e diversidade de opções. A partir do detalhamento da necessidade do cliente, partimos para a ação e desenvolvimento do mix ideal de benefícios flexíveis.

Deixe a Vee Benefícios fazer parte da transformação e modernização da sua empresa! Conheça mais sobre nossa atuação no desenvolvimento dos planos flexíveis e faça com que a sua empresa adote a mesma política de benefícios que é implementada nas empresas de destaque do Brasil e do mundo.


Permita-nos ser o agente viabilizador de mudanças importantes na sua estrutura corporativa. Clique aqui e agende uma reunião de apresentação agora mesmo!

Gostou? Compartilhe

Benefícios e Home Office: a melhor maneira de lidar

Tempo de leitura: 3 min
Benefícios e Home Office: a melhor maneira de lidar

Saiba o que as empresas devem continuar pagando aos colaboradores, como Vale-refeição/alimentação, Vale-transporte e outros benefíciosNosso local de trabalho é outro e ninguém sabe ao certo quando o nosso dia a dia voltará a ser como era há apenas algumas semanas e acredita-se que muitos aspectos irão mudar. Mas, enquanto isso, estamos nos adaptando para que nossas demandas do trabalho e da vida possam ser realocadas em um único ambiente: nossa casa. Saiba como você pode ser mais eficiente trabalhando remotamente. E as empresas, como podem ajudar seus colaboradores a manejar isso? Preparamos abaixo algumas informações para o RH se preparar e organizar a política de benefícios da empresa. Conheça abaixo:

Vale-transporte e benefícios de mobilidade, preciso continuar pagando?

Como na maioria das vezes a resposta é depende. Caso seus colaboradores não tenham a necessidade de se locomover até o local de trabalho, a legislação permite que a empresa opte por não oferecer o vale-transporte e/ou benefícios para locomoção.Visto que os colaboradores não estão utilizando nenhum meio de locomoção, as empresas não precisam continuar pagando Vale-transporte. 

Entretanto, caso seja necessário que o colaborador se desloque para o local de trabalho, a empresa fica responsável pelo custo proporcional. 

Vale- Alimentação/ Vale-Refeição, continua sendo obrigatório no home office?

Novamente a resposta é depende. O artigo 6° da CLT, não há distinção entre o trabalho na empresa e o remoto. Por isso, se os colaboradores continuam tendo a mesma carga horária que antes, com horário de almoço, portanto, o benefício para o Vale-refeição e o Vale-alimentação deve continuar valendo. 

Entretanto, caso não haja nenhuma restrição no acordo coletivo, a companhia pode optar por não pagar. Porém, deixamos um adendo que esse acordo deve ser previsto em convenções coletivas. 

Estrutura em casa, a empresa deve bancar a estrutura?

Para que o colaborador consiga realizar seu trabalho dentro de seu lar, é preciso que ele tenha acesso às mesmas estruturas que antes na empresa. Por exemplo: notebook, celular, internet, entre outros. Dependerá das atividades de cada local. 

Portanto, neste tópico, é de responsabilidade da empresa esse custo, como prevê o artigo da CLT 75- D.  Aqui também ressaltamos que esta despesa não pode ser descontada de remunerações ou benefícios dos colaboradores. 

Caso a empresa não possa arcar com a estrutura para que o colaborador possa desenvolver o seu trabalho remotamente, o tempo correspondente da jornada de trabalho deve continuar sendo computado, independente de estar exercendo suas atividades ou não, já que é dever da empresa fornecer tais equipamentos. (artigo 4º, § 4º, II). 

Energia e internet também entram na regra de estrutura? 

Diante da legislação trabalhista, o fato do colaborador estar realizando o teletrabalho não origina, por si só, o dever da empresa de suprir estes gastos de energia, internet, entre outros. Isso porque são despesas difíceis de serem comprovadas ou rastreadas, já que o ambiente também é de utilização pessoal, de sua própria habitação. 

Outros benefícios, quais as regras? 

Se a sua empresa oferece outros tipos de benefício, tais como auxílio-creche, auxílio-cultura, entre outros, é válido um acordo interno individual para estabelecer o que deve ser feito. Este deve ser feito por escrito. (MP 927/2020)

Benefícios Flexíveis são a melhor solução no Home Office!

Você sabe o que são?  É uma nova forma de oferecer um pacote de benefícios aos seus colaboradores, mas, como o próprio nome já diz, de forma flexível. Ou seja, você pode dar a ele a liberdade de escolha de como deseja usar os benefícios oferecidos pela empresa. Veja o texto que explica mais sobre eles. 

Em um momento como esse, as empresas que já possuem os Benefícios Flexíveis não precisam se preocupar com o que será alterado. Por ser um critério do próprio colaborador decidir a maneira com irão usar seus benefícios, o RH deverá apenas estar atento à parte de investimentos que talvez tenham que ser implementados para que o Home Office funcione, como apontado anteriormente.  

Saiba como você pode oferecer Benefícios Flexíveis aos seus colaboradoresquais são os melhores de serem proporcionados

Esse cenário inédito e incerto têm levantado diversas dúvidas sobre situações que ainda não eram necessárias de exercer em nosso dia a dia. Porém, é uma fase também de aprendizados para momentos futuros, os quais estaremos mais preparados. A China, que já passou pela mesma situação que o Brasil, pode ajudar com algumas questões relacionadas a gestão remota. Veja aqui

Para você que ainda tem dúvidas em como lidar com questões de aspectos legais na sua empresa, confira o último post que fizemos!

Gostou? Compartilhe

Descomplique a forma dos colaboradores usarem os benefícios da empresa

Tempo de leitura: 4 min
Descomplique a forma dos colaboradores usarem os beneficios da empresa

A utilização dos benefícios oferecidos pela empresa para os colaboradores faz parte das preocupações diárias de um gestor de RH. Além da necessidade de analisar os índices de utilização e procurar as soluções mais adequadas ao perfil dos colaboradores e diretrizes da empresa, é preciso sempre estar de olho na simplicidade de uso.

Quando se trata de benefícios empresariais, o termo do momento é “descomplicar”. Por isso, neste post separamos as principais informações sobre o que ocorre nas empresas que não executam a flexibilidade de benefícios.

Guia de gestão de benefícios para empresas

Também vamos falar sobre a forma mais ágil e assertiva para deixar o uso deles ainda mais simples e dinâmico. Ficou interessado? Vem com a gente!

Vale Alimentação ou Vale Refeição ainda geram dúvidas

Quem nunca lidou com reclamações de funcionários que optaram por receber vale refeição e tentaram passar seu cartão no supermercado sem sucesso?

Um dos erros mais comuns envolvendo os benefícios das empresas é a má interpretação do seu uso, por exemplo, a confusão entre Vale Alimentação e Vale Refeição. Além de trazer constrangimento para o funcionário, o uso incorreto de um cartão de benefícios levanta alguns questionamentos, que fazem todo o sentido.

O principal deles é: por que é preciso dividir Vale Alimentação e Vale Refeição? Se o benefício é focado na nutrição do colaborador, qual é a dificuldade em criar uma solução única?  E esses questionamentos têm fundamento. Dá para ser mais fácil e menos burocrático! A resposta está na adoção de uma das maiores tendências de RH em 2020, que é o modelo de benefícios flexíveis.

Convênios não tão convenientes assim

Para o setor de Recursos Humanos, uma das maiores preocupações é a vigência do acordo com os conveniados. Gerenciar múltiplos convênios e diferentes tempos de duração pode ser um desafio bastante intenso.  E isso pode acarretar em um problema bem inconveniente, que é o fim do convênio com um estabelecimento que está sendo utilizado pelo colaborador, como uma academia, por exemplo.

A escolha dos estabelecimentos conveniados passa pelo crivo do RH. Contudo, se não houver um cuidado na hora da escolha desses convênios, o fluxo de utilização pode ser baixíssimo e os problemas com tempo de contrato e custeio podem surgir. 

Descomplicar também significa dar liberdade de escolha. Assim, os benefícios flexíveis contribuem de forma substancial para oferecer convênios estratégicos e adequados à realidade e rotina das pessoas. 

Soluções em benefícios que não agradam

Outro desafio bastante comum para gestores de RH é encontrar soluções para os benefícios que sejam do agrado de todos.  Quando estabelece convênio com uma escola, os funcionários que não têm filhos reclamam de sua inutilidade. Quando há convênio com uma rede de estacionamentos, quem se queixa é quem não tem carro.

Agradar todo mundo é muito difícil, e quando a empresa resolve determinar que as empresas e serviços X,Y e Z são as escolhidas para entrar na carteira de benefícios, pode esperar que lá vem reclamação.

O melhor jeito de resolver isso é oferecendo pluralidade. Novamente, a liberdade de escolha é quem se posiciona como fator de descomplicação dos benefícios. Não há outro caminho que não seja este, afinal, como o RH pode agir nesses casos? Escolhendo um benefício para cada colaborador? Praticamente impossível!

O jeito é apostar em redes de serviços e estabelecimentos comerciais facilmente encontrados e que são de alta abrangência entre os funcionários da empresa.

Ponto de reflexão: A legislação brasileira e seus entraves para os benefícios

Junto com as preocupações para descomplicar benefícios, o setor de Recursos Humanos precisa se atentar ao impacto financeiro e com aqueles que necessariamente precisam ser pagos em dinheiro pela CLT. Eles refletem, por exemplo, no recolhimento de FGTS, INSS e no pagamento do décimo terceiro.

A legislação brasileira é bastante rigorosa com a questão dos benefícios, inclusive com fatores como isonomia. Por isso, é preciso ter muita atenção com esses fatores ao adotar uma política de benefícios flexíveis. Isso evita problemas com a justiça do trabalho e com outras entidades trabalhistas, como os Sindicatos. 

Conheça uma solução que concilia flexibilização e respeito a legislação!

A solução em benefícios flexíveis criada pela Vee surgiu para suprir essa necessidade pela ausência de uma solução como esta no mercado. Dentro de nosso modelo de aplicação da flexibilidade, estabelecemos critérios rigorosos para respeitar a legislação trabalhista e, ao mesmo tempo, oferecer benefícios de qualidade e sem complicação. Em outras palavras: é a melhor solução para o RH e para os colaboradores.

Para conhecer mais sobre como a Vee conciliou liberdade de escolha, respeito às leis do trabalho e simplicidade no uso dos benefícios empresariais, entre em contato com a nossa equipe e agende uma reunião de apresentação agora mesmo! Em conclusão: benefícios flexíveis são a melhor solução para todas as empresas.

Gostou? Compartilhe