Profissional de RH: entenda mais sobre a carreira

Tempo de leitura: 3 min
Profissional de RH

“Cuidar de pessoas”. Para muitos, esse é o mantra que o profissional de RH devem seguir dentro das organizações. No entanto, essa também é a missão de enfermeiros, médicos e outros profissionais. Afinal, como podemos definir a vocação de quem trabalha com recursos humanos nas empresas?

Hoje, falar em “cuidar de pessoas” é uma forma limitada de definir a função de um profissional de RH. A área tem se desenvolvido bastante e ocupado uma posição cada vez mais estratégica dentro das companhias.

Dentro dessa área, também é importante falarmos sobre outros assuntos, como dados, missão da empresa e muito mais. Neste artigo, você vai ver algumas das principais áreas de atuação que um profissional de RH pode ocupar.

Recrutamento e seleção no RH

Quando falamos em RH, uma das primeiras coisas que pensamos é sobre os processos seletivos. Sem eles, seria muito mais difícil acertar nas contratações. E o motivo para isso acontecer é simples: eles estudaram e aprenderam a fazer isso.

Claro, nem sempre é possível acertar, como em qualquer função. No entanto, é o profissional de RH que vai conseguir identificar os candidatos que vão estar alinhados aos valores da empresa. 

Nem sempre o candidato que sabe executar melhor as funções da vaga é a escolha mais adequada. Saber enxergar esse meio termo e identificar a melhor escolha de acordo com a necessidade da empresa é uma das expertises de quem trabalha com recursos humanos.

Benefícios corporativos

Para cada empresa, há um pacote de benefícios diferentes. Muitas vezes isso é o diferencial para atrair ou reter um talento. Sabe quem é que cuida dessa parte nas empresas? Sim, o RH! Claro que existem exceções e depende da verba disponibilizada, mas é missão do profissional de recursos humanos pensar na cesta de benefícios da empresa.

Muita gente pensa em vale refeição ou alimentação e plano de saúde quando falamos em benefícios, mas existem dezenas de opções, que vão de day off no dia do aniversário, passam pelo auxílio home-office e chegam na possibilidade de oferecer benefícios flexíveis.

Quer conhecer mais? Clique aqui e veja um guia com vários benefícios corporativos que as empresas podem oferecer.

O profissional de RH na construção da missão da empresa

O profissional de RH deve ser parte importante no processo de elaboração da missão e dos valores de cada empresa. Por exemplo: há locais em que é fundamental que todos os colaboradores sejam team players, enquanto outras companhias não exigem tanta integração.

O alinhamento prévio desses valores entre recursos humanos e diretoria é importante para a criação de diretrizes internas e, além disso, ajuda na hora de definir que tipo de profissional deve ser contratado pela empresa.

Análise de dados no RH

Temido por alguns, amado por outros, mas quase sempre é o que vai nortear todas as áreas e, para recursos humanos, não é diferente. Saber criar, ler e, principalmente, interpretar dados também são missões importantes para quem trabalha no RH.

Existem dezenas de KPIs (key performance indicators) para a área, mas vamos a um exemplo bem comum: o turnover, que mede o índice de rotatividade de cada equipe. Claro, o RH não é necessariamente responsável por problemas de rotatividade em alguma área específica de uma empresa, mas pode analisar esses dados e apresentar essa questão, que deve ser tratada com as lideranças.

Além disso, dentro da rotatividade de funcionários, é possível gerar aprendizados sobre a qualidade no acerto das contratações e do processo de onboarding. Tudo isso, claro, baseado em dados.

Alguns outros KPIs da área de recursos humanos: satisfação geral dos colaboradores com o clima organizacional, custo de benefícios por pessoa e competitividade salarial. 

Plano de cargos e salários

11 a cada 10 colaboradores sonham em ter um plano de carreira bem estruturado. Para haver uma uniformidade na empresa, é a área de recursos humanos que precisa coordenar esse processo junto com as lideranças.

Quais as possibilidades de crescimento dentro de cada área? Qual a mudança no escopo para cada promoção? Como esse plano de carreira dialoga com as peculiaridades de cada setor da empresa? Todas essas respostas ficam a cargo do profissional de RH.

Cuidar de pessoas faz parte do dia a dia do profissional de RH – e não há como fugir completamente disso. No entanto, não há mais espaço para limitar a atuação de quem trabalha na área de recursos humanos.

A área precisa estar em contato frequente com as lideranças de áreas e com diretores das empresas para tomadas de decisões importantes. Com isso, existe um grande leque de possibilidades e tarefas para serem feitas.

A pandemia do novo coronavírus, por exemplo, reforçou a importância que o profissional de recursos humanos tem. Com a mudança forçada do trabalho presencial para o remoto, novas diretrizes internas e soluções precisaram ser criadas do dia para a noite, além de todo acompanhamento psicológico dos colaboradores durante esse período emocionalmente desgastante.

Portanto, se você é ou sonha em ser uma pessoa que trabalha com recursos humanos, prepare-se para grandes desafios e, também, diferentes oportunidades de atuação.

Gostou? Compartilhe

Quer conhecer mais sobre os benefícios flexíveis da Vee? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.