Como o perfil comportamental impacta a gestão de pessoas? Saiba aqui!

Tempo de leitura: 5 min
Como o perfil comportamental impacta a gestão de pessoas? Saiba aqui!

Ao lidar com gestão de pessoas, é nítida a diferença entre cada funcionário, por mais que tenham características parecidas. Entender o perfil comportamental ajuda a compreender melhor os colaboradores e a adotar abordagens capazes de melhorar a performance e o trabalho em equipe.

Essa compreensão cria uma visão muito mais clara do quadro de funcionários e facilita a determinação de ações e cargos com maior alinhamento às características individuais. Assim, é possível exercer uma gestão de excelência, ou seja, capaz de aproveitar ao máximo o talento dos profissionais.

Neste post, vamos falar rapidamente sobre os principais perfis e como a adoção dessa ferramenta ajuda a empresa. Acompanhe até o final!

Quais são os tipos de perfil comportamental?

Embora cada indivíduo tenha a sua maneira de ser e se portar diante das situações, a análise de perfil comportamental sugere 4 tipos principais capazes de classificar as pessoas. Essa classificação é feita com a ajuda de testes, geralmente avaliados por especialistas para um resultado mais preciso.

Livee 26 de agosto

Vale ressaltar que não existe um perfil “bom” ou “ruim”, mas sim o mais indicado para a realização de determinadas tarefas. Outro ponto importante é que uma equipe produtiva se caracteriza pela presença de pessoas de vários perfis, promovendo a diversidade e a riqueza de ideias.

Perfil comunicador

Pessoas com esse perfil costumam ser muito ativas e têm grande poder de persuasão. Tendem a estabelecer conexões com pessoas e ambientes, pensam diferente e geralmente são bem criativas.

Indivíduos comunicadores sentem necessidade do contato interpessoal e de um local agradável de trabalho. Por isso, se dão melhor quando trabalham em equipe ou em atividades em que tenham contato direto, como atendimento ao cliente e vendas, por exemplo.

Perfil executor

Executores são dinâmicos e líderes natos, com foco em resultados e conseguem concluir suas tarefas com rapidez. Muito autoconfiantes, por vezes podem parecer autoritários.

Porém, ter um executor na equipe é promessa de que os projetos serão desenvolvidos da melhor maneira, já que essas pessoas não temem dificuldades e têm um apurado senso competitivo.

Perfil planejador

Os planejadores têm um comportamento mais tranquilo e calmo, são pacientes e disciplinados. Lidam bem com a rotina e gostam de estar em conformidade com os processos.

Com sua calma e prudência características, conseguem tomar decisões mais acertadas e têm facilidade para adaptar-se às normas. Equilibrados, costumam se portar bem em situações de pressão, sendo excelentes candidatos para vagas administrativas.

Perfil analista

Pessoas com o perfil analista são detalhistas e têm um comportamento muito focado. Geralmente são mais caladas e retraídas, e trabalham melhor sozinhas que em grupos.

Analistas gostam de buscar conhecimento e têm facilidade com tarefas detalhadas, que exigem controle no processo ou raciocínio.

Dentro da empresa, geralmente são pontuais e comprometidos. Porém, o excesso de foco nos detalhes pode comprometer a criatividade e a desenvoltura diante dos problemas.

Como a compreensão do perfil comportamental impacta na gestão de pessoas?

Podemos perceber diferenças sutis, mas preponderantes em cada um dos perfis, que influenciam as relações internas e os resultados.

Saiba um pouco mais desses impactos.

Autoconhecimento da equipe

O desenvolvimento profissional passa por uma visão mais clara sobre as próprias qualidades e como essas características podem ser melhor empregadas. Ao aplicar testes de avaliação comportamental, você proporciona ao funcionário uma noção sobre a sua postura e como isso influencia os resultados.

Trata-se de um eficiente recurso de crescimento, já que a partir dessas avaliações é possível trabalhar os pontos claros e superá-los, tornando-se um profissional mais completo.

Esse processo pode ser feito isoladamente ou em conjunto com as avaliações de desempenho, oferecendo um quadro claro de pontos positivos e negativos.

Melhor recrutamento e seleção

Na hora de contratar um novo funcionário, alguns aspectos devem ser considerados, como a aptidão para o cargo e o alinhamento com a cultura organizacional. Nesses momentos, é importante fazer uma avaliação do perfil comportamental, evitando seleções equivocadas e uma demissão em pouco tempo.

Quando falamos de aptidão para o cargo, é importante considerar as características necessárias para a realização das funções. Por exemplo, uma pessoa excessivamente tímida e com dificuldades para comunicação dificilmente será um bom vendedor.

Sobre a cultura organizacional, toda empresa tem uma identidade baseada em seus valores e propósitos. Para esses casos, pessoas mais conservadoras costumam se ambientar facilmente em corporações tradicionais, ao passo em que indivíduos dinâmicos têm maior identificação em empresas com mudanças aceleradas.

Retenção de talentos

Como consequência do processo seletivo apurado, o índice de desligamentos (voluntários ou involuntários) cai. Avaliar o perfil comportamental ajuda não só a contratar melhor, como auxilia na estruturação de equipes mais coesas.

Sabendo como o funcionário se porta, o gestor pode escolher funções que tenham mais a ver com as habilidades dessa pessoa, além de colocá-lo em times nos quais ele realmente consiga contribuir ou terá um melhor convívio.

Assim, é possível diminuir o turnover, impactando no clima organizacional de maneira positiva.

Aumento da qualidade dos produtos e serviços

Com a adequação correta dos funcionários baseada no perfil comportamental e a diminuição da rotatividade de colaboradores, é possível contar com uma equipe organizada e centrada para o atendimento aos clientes e processo produtivo.

Isso permite uma maior qualidade no produto final, diminuindo a sobrecarga dos funcionários e proporcionando um melhor clima organizacional.

Diminuição de gastos

A necessidade de recontratações ou de treinamentos para situar o funcionário em um cargo que ignora as capacidades que o perfil comportamental oferece gera altos custos para a empresa.

O valor pode ser melhor empregado em uma seleção mais precisa e no desenvolvimento de habilidades que tenham ligação com as habilidades que o profissional apresenta. Com essa abordagem, o retorno sobre o investimento é muito maior, gerando não só economia, como resultados para a organização.

Por que adotar a avaliação do perfil comportamental?

Com todas essas vantagens, fica fácil constatar como as avaliações de perfil comportamental impactam a gestão de pessoas e todos os benefícios que trazem para a empresa.

Porém, vale ressaltar o grande ganho competitivo que a organização obtém com essa estratégia, obtendo a compreensão de aspectos subjetivos que muitas vezes são ignorados dentro da realidade corporativa.

A compreensão do perfil comportamental traz maior inteligência emocional e a diminuição da perda do conhecimento para a concorrência, além do aumento do poder de comunicação interna e o fortalecimento do clima e da cultura organizacionais.

Além disso, os indivíduos têm necessidades e desejos diferentes. Com a adoção de benefícios flexíveis, é possível proporcionar maior engajamento e satisfação. A Vee pode ajudar na estruturação de um programa de benefícios capaz de atender a todos.

Adote a análise do perfil comportamental dentro da gestão de pessoas da sua empresa e tenha resultados melhores, estruturando equipes que atuarão de maneira fluida na realização dos objetivos da empresa.

Aproveite para assinar a nossa newsletter e acompanhar a publicação de mais conteúdos como este!

Gostou? Compartilhe

Quer conhecer mais sobre os benefícios flexíveis da Vee? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.