Hard Skills: o que são, exemplos e sua importância no trabalho

Tempo de leitura: 3 min
Hard Skills

Uma das tarefas mais importantes de um departamento de RH é atrair e reter talentos que apresentem as habilidades necessárias para agregar valor ao ambiente de trabalho

Ao contrário das soft skills, que agregam fatores como inteligência emocional, motivação e capacidade de comunicação, as hard skills se referem a habilidades menos abstratas. Elas podem ser desenvolvidas com o tempo ou adquiridas por meio de cursos e programas de capacitação. Trata-se, portanto, de um elemento-chave para a produtividade da equipe. 

Quer saber mais sobre as hard skills e sua importância, entender como desenvolvê-las e conhecer alguns dos exemplos mais pertinentes? Continue a leitura!

O que são as chamadas hard skills? 

Por muito tempo, as hard skills eram as únicas habilidades consideradas para mensurar o valor e a competência de um profissional. É compreensível, já que estamos falando de conhecimentos muito específicos, que podem ser observados e mensurados com maior facilidade. 

Hoje, essas habilidades dividem os holofotes com as soft skills, que são cruciais para garantir um clima organizacional positivo. Isso não significa, contudo, que tenham perdido sua importância. Afinal, sem apresentar as hard skills certas para o cargo, um profissional será incapaz de performar suas atividades com excelência. 

Justamente por serem facilmente identificáveis, as hard skills constam em praticamente todos os currículos e perfis profissionais. Ao observá-las, recrutadores devem ter em mente quais são as que melhor se relacionam com o tipo de cargo à disposição. Vamos falar sobre alguns exemplos no próximo tópico. 

Quais são os principais exemplos de hard skills? Como desenvolvê-las? 

As hard skills com maior relevância variam de acordo com a realidade e os objetivos da empresa. Dito isso, exemplos comuns incluem proficiência em língua estrangeiras, domínio sobre o uso de um software, habilidade para operar equipamentos específicos e até velocidade de digitação. 

Como você pode notar, todos esses exemplos podem ser desenvolvidos por meio de prática e experiência. Além disso, podem ser comprovados com facilidade: basta apresentar um certificado ou diploma para garantir que você tem conhecimento técnico em uma área ou disciplina. 

Essas características possibilitam, também, que o RH invista em ações para aprimorar as hard skills que já existem entre os colaboradores da empresa. 

Isso pode ser necessário, por exemplo, quando há a introdução de um novo sistema que deve ser utilizado por todas as equipes. Nesse caso, é preciso oferecer treinamentos para garantir que todos saibam como operá-lo da melhor forma possível. 

Portanto, é importante contar com um entendimento sobre as hard skills mais relevantes para o desenvolvimento profissional dos colaboradores e identificar necessidades de aprimoramento. A partir daí, iniciativas como cursos, workshops e palestras podem dar o impulso necessário para aumentar as capacidades técnicas de cada profissional. 

Qual é a importância das hard skills na performance da empresa? 

Todo cargo, em qualquer área de atuação, envolve uma série de tarefas que precisam ser executadas para garantir o bom andamento do fluxo de trabalho. Para realizá-las, os colaboradores precisam contar com um conhecimento específico, o que coloca as hard skills em evidência. 

Como falamos, não é possível especificar as competências mais importantes sem considerar a realidade da empresa, mas podemos pensar em alguns exemplos. Imagine, por exemplo, que o RH está buscando candidatos para a área de programação, que envolve o desenvolvimento constante de linhas de código e a operação de softwares específicos. 

Se um candidato apresenta todas as soft skills indicadas pelo fit cultural, mas não domina pontos como CSS e Javascript, dificilmente será uma boa adição para a equipe. 

Sendo assim, as hard skills são extremamente importantes desde o processo de seleção. Ao compreendê-las, o RH tem a oportunidade de garantir contratações certeiras e manter a taxa de produtividade em níveis satisfatórios. 

As hard skills são os indicadores mais importantes para avaliar as competências técnicas de um profissional, mas não devem ser o único fator observado durante o processo de recrutamento. Afinal, um bom ambiente de trabalho envolve muito mais do que conhecimentos específicos, o que cria a necessidade de combiná-los com habilidades mais pessoais. 

Além de hard e soft skills apresentadas por colaboradores, fatores como inclusão e diversidade também afetam diretamente o clima organizacional. Continue lendo para saber mais! 

Gostou? Compartilhe

Quer conhecer mais sobre os benefícios flexíveis da Vee? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.