Benefícios corporativos: confira um guia geral do que oferecer

Tempo de leitura: 7 min
benefícios corporativos

A valorização de benefícios corporativos está se tornando cada vez mais evidente. A relação entre a experiência do funcionário e o desempenho da empresa está se tornando cada vez mais óbvia. De acordo com uma pesquisa global realizada pelo LinkedIn, 48% dos entrevistados disseram que sua empresa precisa otimizar os benefícios que oferece.

Para organizações que pretendem reduzir a rotatividade de pessoal e reter seus talentos, esse dado é muito preocupante. Esse cenário também apresenta outra estatística importante: a empresa com maior pontuação relacionada aos benefícios oferecidos aos funcionários reduz atritos e problemas com os funcionários em 56%.

Essas pesquisas evidenciam algo que está se tornando cada vez mais evidente no mercado de trabalho: os benefícios são ferramentas para otimizar o meio ambiente e a saúde da organização. Eles são os fatores de motivação e participação dos funcionários e são muito importantes para a tomada de decisão se o trabalhador deseja mudar ou ficar em um emprego.

Conheça os benefícios que sua empresa pode oferecer

Os benefícios influenciam positivamente no employee experience da sua empresa. Já imaginou se você tivesse um guia com dicas do que a sua empresa pode oferecer para seus colaboradores?

As opções são as mais diversas possíveis. Cabe ao RH escolher quais se encaixam com a cultura e as necessidades da empresa

Vale alimentação

Benefício oferecido ao colaborador que pode ser utilizado em supermercados. Ajuda muito nas contas do colaborador no final do mês.

Vale refeição

Benefício oferecido ao colaborador que pode ser utilizado em restaurante, padarias e aplicativos de delivery. É mais pensado no colaborador que almoça fora e, muitas vezes, é importante estar, no mínimo, alinhado com o preço dos restaurantes perto do local de trabalho.

Vale cultura

Benefício opcional oferecido ao colaborador que pode ser aceito em cinemas, teatros e serviços de streamings. Oferecer o vale cultura é uma forma de mostrar que a empresa se preocupa com o bem-estar dos trabalhadores fora do trabalho.

Auxílio mobilidade

Diferentemente do vale-transporte, quando se pensa num ‘auxílio mobilidade’, o benefício pode ser aceito em serviços de transporte públicos, transporte por aplicativos, postos de gasolina e passagens aéreas.

Auxílio home office

Se o colaborador trabalha de casa, é importante a empresa se preocupar em oferecer as melhores condições. Este benefício pode ser utilizado para pagar contas de luz, internet, celular, além de ser aceito em lojas de móveis, para a montagem do escritório.

Auxílio saúde 

Cuidar da saúde do seu colaborador é importante. Diferentemente do plano de saúde, o auxílio saúde é um valor que pode ser oferecido para os trabalhadores usarem em farmácias, consultas médicas, dentistas, academias ou, até mesmo, em clínicas veterinárias.

Auxílio creche 

A paternidade e a maternidade são sempre um momento desafiador. Para ajudar, muitas empresas oferecem um auxílio aos pais para pagamento de creche e/ou berçário de seus filhos.

Licença-paternidade e licença-maternidade estendidas

A licença-paternidade de cinco dias e a licença-maternidade de 120 dias são obrigações por parte das empresas. No entanto, um bebê exige muitos cuidados e, por isso, algumas empresas oferecem um período a mais do que o previsto para os papais e mamães de plantão.

Auxílio pet

Animais domésticos são companhias dos seres humanos, mas é preciso separar um dinheiro extra no mês para garantir as melhores condições para eles. Algumas empresas já oferecem um auxílio pet, que é aecito em pet shops, aos colaboradores.

Incentivo/bônus.

É um benefício muito usado em empresas que trabalham com metas. Cada vez que um objetivo é cumprido, o colaborador recebe um bônus, que não necessariamente é em dinheiro. Algumas empresas, por exemplo, oferecem viagens. 

Plano de saúde

O plano de saúde isento em folha para o colaborador é um benefício muito importante. É uma forma de cuidar do trabalhador e deixá-lo mais tranquilo para exercer as funções do dia a dia.

Plano odontológico

Cuidar dos dentes também é fundamental. Por isso, oferecer um plano de dentista para o colaborador é um benefício legal de se oferecer.

Participação nos lucros: participação nos rendimentos da empresa.

Décimo quarto salário

Diferentemente do décimo terceiro, o décimo quarto salário não é obrigatório na CLT. Este salário extra às vezes não é cheio, mas é uma forma de auxiliar o colaborador com as despesas de final/começo de ano.

Day off no aniversário

Muitas empresas já adotam essa prática. Com esse benefício, o colaborador ganha um dia de folga em seu aniversário. Algumas vezes, essa folga não precisa necessariamente no dia do aniversário, mas próximo a ele, para que a pessoa se organize da melhor forma para comemorar sua data. Legal, né?

Horários flexíveis

Permite que o colaborador tenha horário flexível para cumprir sua jornada de trabalho. É um benefício que tem sido cada vez mais valorizado no dia a dia e pedido nas empresas.

Gift card

Um mimo vai sempre bem, né? Oferecer gift cards é uma forma de valorizar o seu colaborador. Pode ser no dia do aniversário dele, no dia do aniversário da empresa ou qualquer outra data, afinal, um agrado nunca é demais.

Bolsas de estudo

Fazer cursos de língua ou de especialização é um desejo de muitos colaboradores para se desenvolverem profissionalmente. Ao pensar nisso como um benefício, sua empresa pode assumir os custos e pensar nisso como um benefício, afinal, vai ter um profissional mais capacitado no dia a dia.

Happy hour semanal

Não precisa necessariamente ser toda semana, mas tirar uma hora, dentro do horário de trabalho, para confraternizar, é importante. Além de tirar um pouco da carga de estresse, ajuda na formação de uma equipe mais integrada e unida.

Parcerias de descontos

Sua empresa pode ter convênios com restaurantes, academias ou cursos que ofereçam desconto para os seus colaboradores. Além disso, também é possível trazer parceiros, como a NewValue, que já cumprem com essa função.

Cesta de Natal

A sua empresa também pode dar um presente de Natal para os seus colaboradores. É uma forma simples de demonstrar afeto e preocupação nessa data festiva.

Premiações

Pode ser uma simples gincana, um sorteio interno ou um plano elaborado de desempenho: oferecer prêmios é uma forma de motivar os seus funcionários no dia a dia.

Plano de previdência

Muitos colaboradores se preocupam com a sua aposentadoria e tem vontade de ter um plano de previdência privada. As empresas podem coparticipar e ajudar com planos de previdência.

 Benefícios flexíveis

Aqui, mais do que o benefício em si, é um conceito. Imagine que o seu colaborador possa receber uma quantia mensal de benefícios e tenha liberdade para usar. É uma forma moderna de atender às individualidades de cada colaborador.

Alguns benefícios flexíveis são mais usados, outros menos, mas todos contribuem para o bem-estar e qualidade de vida dos colaboradores.

Alguns benefícios são mais usados, outros menos, mas todos contribuem para o bem-estar e qualidade de vida dos colaboradores. 

A importância dos benefícios 

Segundo levantamento da Human Resources Management Association, até o final de 2018, 34% das empresas pesquisadas haviam aprimorado seus planos previdenciários. Os principais motivos para essas mudanças são:

  • Taxa de retenção de pessoal (72%)
  • Atrair novos talentos (58%)
  • Resposta ao feedback dos funcionários (54%)

Essa situação mostra que os benefícios estão entre os fatores atrativos na satisfação dos funcionários e na atração de talentos. Aqui, vale destacar a importância da escolha e da liberdade de uso desses benefícios, o que é uma realidade concretizada a partir de um modelo flexível.

O Benefício de verdade é aquele pensado no bem-estar do colaborador. Já decidiu quais oferecer na sua empresa?

Como escolher benefícios corporativos para sua empresa?

Se a sua empresa ainda não fornece benefícios corporativos para seus colaboradores, é melhor repensar e começar a avaliar a implementação deste mecanismo. 

Pensando em ajudá-lo, separamos algumas dicas bem legais para você contratar esse serviço com assertividade. Olha só!

Peça a opinião dos profissionais

Uma boa iniciativa é conhecer a realidade daqueles que vão utilizar o produto, pois assim é possível identificar as respectivas necessidades e aderir a um benefício corporativo adequado ao perfil dos seus colaboradores. 

Neste contexto, vale fazer reuniões, pesquisas de opinião, entre outras práticas para extrair a visão do trabalhador. 

Avalie o perfil da companhia.

Outro ponto importante é escolher um benefício alinhado à cultura organizacional da empresa, considerando assim as peculiaridades do negócio. 

Neste contexto, vale uma análise mais macro considerando os valores, o posicionamento de mercado, perfil do quadro funcional, entre outros dados. 

Analise os benefícios oferecidos no mercado

Além de contemplar os profissionais, os benefícios corporativos são importantes para potencializar o posicionamento da marca.

Estes mecanismos conseguem agregar visibilidade para a empresa no mercado, no que diz respeito à atração de novos talentos que queiram trabalhar nela, em função das vantagens que ela oferece. 

Portanto, é essencial avaliar criteriosamente a empresa que será fornecedora do benefício, considerando infraestrutura, expertise, como ela é vista no mercado, entre outros parâmetros. 

Consulte sua planilha de custos

Não adianta projetar fornecer vários benefícios corporativos se, no fim das contas, eles não vão estar adequados ao seu orçamento, não é mesmo? 

Pior ainda é se você fizer a pesquisa com os colaboradores, prometer contemplá-los, criar uma expectativa, mas não conseguir cumprir o que prometeu. 

Com certeza a frustração deles será grande e o peso da insatisfação deles recairá sobre você e prejudicará o bom andamento do trabalho. 

Portanto, avalie suas condições financeiras e, ao mesmo tempo, considere a necessidade dos profissionais, para que seu negócio viabilize um benefício corporativo que não comprometa o orçamento. 

Benefícios obrigatórios por lei x Benefícios não-obrigatórios

No que diz respeito ao aspecto jurídico, em princípio os vales alimentação e refeição não são obrigatórios para serem fornecidos por parte das empresas. 

Entretanto, as organizações viabilizam o acesso a este benefício, com o objetivo de proporcionar aos colaboradores atributos diferenciados para potencializar a retenção de novos talentos e impactar positivamente na performance deles. 

Vale ressaltar que, em algumas situações específicas, os vales alimentação e refeição podem se tornar obrigatórios. 

Por exemplo, quando é realizado um acordo ou convenção coletiva entre empregadores e profissionais de determinada categoria, o benefício passa a ser disponibilizado obrigatoriamente. 

Além de conceder uma relevante vantagem aos profissionais, as empresas, ao fornecer tais atributos, ficam isentas de alguns encargos sociais como INSS e FGTS, além de ter direito a abatimento no imposto de renda sobre a receita, favorecendo o aumento da lucratividade do negócio. 

Por outro lado, o vale transporte é regulamentado pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) não como um benefício, mas sim como um direito do trabalhador. Portanto, deve ser fornecido pelas companhias aos seus funcionários.

Gostou? Compartilhe
Posted in RH

Quer conhecer mais sobre os benefícios flexíveis da Vee? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.