Como fazer uma gestão de RH eficaz na empresa? Confira!

Tempo de leitura: 8 min
Como fazer uma gestão de RH eficaz na empresa?

Para que uma empresa possa proporcionar resultados mais atrativos, existe a necessidade de investir na inovação de seus processos. Por meio dessa estratégia, colaboradores são mais valorizados, assim como seus clientes. Além disso, há a oportunidade de otimizar o que já trazia resultados, bem como proporcionar o aumento nas vendas. No entanto, além de buscar por novidades e tendências para as outras áreas, é preciso buscar por uma gestão de RH eficaz, que trará melhorias para a empresa como um todo.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você saiba quais são os pontos que serão beneficiados com essa questão, bem como entender como fazer uma gestão que trará um retorno mais significativo. Continue a leitura e saiba mais.

Quais os pontos serão beneficiados com uma gestão de RH eficaz?

Inicialmente, vamos entender um pouco mais sobre os benefícios que a sua empresa poderá usufruir para uma gestão de RH eficaz. Confira!

Contratações mais eficazes

Entre os fatores que contribuem para a alta taxa de turnover — índice que mede a rotatividade dos profissionais em sua organização — a contratação de um profissional que não tem o perfil de seu negócio pode ser considerada uma das principais.

Hoje, mais que buscar por qualificações técnicas efetivas, existe a necessidade de buscar por um colaborador que compactua com os mesmos valores de sua empresa, de modo que ele sinta motivado dia a dia e acredite no crescimento da organização como um todo.

Uma gestão de RH eficaz contribuirá para a criação e implementação de uma cultura organizacional, que trará uma redução de dificuldades e conflitos, vai favorecer o desenvolvimento de uma imagem positiva da empresa em relação ao mercado, além de ser um diferencial entre os concorrentes. Para isso, é preciso criar um documento com as principais informações necessárias sobre a cultura, alinhar os objetivos com os colaboradores, além de demonstrar na prática como ela pode ser aplicada.

Além disso, é necessário promover treinamentos com gestores de diferentes áreas, de modo que eles entendam os principais pontos e possam dar o exemplo em suas lideranças. Por fim, também é preciso buscar por profissionais no mercado que tenham fit com essas determinações, elaborando um processo de recrutamento criterioso para que haja a identificação daquela pessoa com os valores requeridos.

Entendimento sobre as particularidades dos profissionais

A gestão de RH também permitirá o desenvolvimento das principais lideranças para que identifiquem as particularidades de cada profissional e crie um time que se complemente. Entender quais são as habilidades de cada um e desenvolvê-las para o crescimento da empresa é o diferencial de qualquer organização, uma vez que a equipe estará apta a entregar o que de melhor tem a oferecer.

Também é preciso se preocupar com a diversidade na empresa. Ao olhar com cuidado para essa questão, o ambiente de trabalho se torna mais cooperativo e acolhedor. Como consequência, profissionais se tornarão mais engajados, com menor risco de conflitos entre as pessoas, além de comprovadamente aumentar a criatividade nesse espaço. Isso porque o seu quadro de colaboradores terá mais autoconfiança em propor e estimular novas ideias, uma vez que a gestão traz condições para isso.

Atração e retenção de talentos

É a gestão de RH eficaz que vai contribuir para a atração e retenção de talentos. Entre os motivos que contribuem para a alta taxa de turnover, além de um processo de contratação falho já mencionado, destacamos:

  • desgaste físico e psicológico dos colaboradores;
  • não investimento em saúde organizacional;
  • oferecer tratamento diferenciado para diferentes áreas ou diferentes profissionais;
  • não contar com uma cultura organizacional alinhada;
  • conflitos entre gestões;
  • falta de reconhecimento pelo trabalho exercido;
  • ausência de um plano de carreira;
  • falta de oportunidades para o crescimento daquele colaborador.

Como consequência, a sua empresa terá despesas significativas com demissão e admissão. Lembre-se, esse é um processo que causa custos e que também gera desgastes aos profissionais envolvidos, uma vez que recrutar e selecionar pessoas traz como consequência prejuízos na otimização de tempo e também para um foco mais estratégico de seus setores.

Para a retenção de talentos, pode-se investir ainda em employer branding, uma estratégia cujo objetivo é construir uma imagem positiva da empresa para os próprios profissionais. Ao trabalhar esse conceito, o seu negócio contribui para um melhor engajamento das pessoas, constrói um banco de talentos de qualidade, além de trabalhar o programa de desenvolvimento na organização de forma mais efetiva.

Oferecer benefícios flexíveis aos colaboradores

Quais os melhores benefícios para as empresas? Pensar além daqueles obrigatórios contribui para engajar e motivar funcionários, para aumentar a produtividade dos times, para diminuir a recorrência de faltas e atrasos, além de formar um ambiente propício para o desenvolvimento de novas ideias e para o dia a dia dos profissionais mais tranquilo e positivo para executar as suas funções.

Pensar em benefícios flexíveis traz ganhos ainda maiores para a empresa como um todo. Entre as tendências de RH existentes, talvez essa seja uma das mais práticas a serem adotadas que trarão resultados a curto prazo. Para entendê-los, precisamos explicar seus dois argumentos principais:

  • a competitividade de um negócio colocou a performance de profissionais como uma das principais preocupações, exigindo com que as empresas buscassem por soluções para motivá-los continuamente;
  • o estilo de vida das pessoas vem mudando a cada dia — hoje, a qualidade de vida é um dos fatores mais considerados pelos profissionais.

Como a tecnologia vem oferecendo cada vez mais suporte para as organizações, o processo ficou facilitado para o oferecimento desse diferencial. Mas do que se tratam, afinal? É a oportunidade que o seu negócio dá ao profissional de escolher os seus próprios benefícios. Ou seja, de acordo com as suas necessidades e com a realidade na qual vive.

Entre os benefícios que compõem essa política, destaca-se:

  • academia;
  • educação;
  • auxílio pet;
  • clubes e atividades recreativas;
  • consultorias, entre outros.

Basta a organização configurar os padrões para que depois o profissional possa escolher o que fazer com o valor recebido.

Mas então, como fazer uma gestão de RH eficaz?

Agora que você já conhece todos os benefícios de uma gestão de RH eficaz, chegou o momento de entendermos quais são as estratégias que podem ser adotadas em seu negócio para que você usufrua desses ganhos. Confira!

Aposte na tecnologia como aliada

A transformação digital permitiu que diferentes setores pudessem adotar a tecnologia como aliada de suas áreas. Hoje, existem soluções que contribuem para a otimização do trabalho e para a automação das tarefas das mais variadas demandas, permitindo com que a equipe se torne mais estratégica e produtiva.

Por meio de ferramentas que existem no mercado, a área de Recursos Humanos tem a possibilidade de tomar decisões mais acertadas, uma vez que as informações serão mais bem organizadas, além de todas as iniciativas serem baseadas em dados. Conforme abordado, também tem a possibilidade de o setor se tornar mais estratégico, especialmente em períodos desafiadores nos quais a gestão de pessoas se torna fundamental para o crescimento e desenvolvimento da empresa.

Também trará mais economia para a organização, principalmente se considerarmos a facilidade observada em processos seletivos e também no melhor uso de finanças e bens materiais. Com todos esses ganhos, é fundamental que os Recursos Humanos usufruam da tecnologia desenvolvida pelo mercado, de modo que possa contribuir com o crescimento da organização.

Busque soluções inovadoras

Ao mencionarmos as soluções inovadoras, não estamos abordando apenas de ferramentas tecnológicas. Existem estratégias que podem ser aplicadas para trazer maior engajamento de seus profissionais, além de torná-los promotores de sua marca.

A gestão dos benefícios é uma delas. Ao contar com estratégias eficazes nesse sentido, você vai permitir com que o colaborador tenha um apreço maior pela organização, justamente por entender que ela se preocupa com as suas principais necessidades, além de crescer a percepção de poder de consumo. Vai contribuir, também, para o seu sentimento de valorização, sendo motivado continuamente a atingir os objetivos esperados pela empresa.

Para o negócio, os ganhos são relevantes. A performance vai melhorar perceptivelmente, sendo esse um diferencial competitivo no mercado — lembre-se sempre de que, assim como o marketing para seus clientes é um fator de preocupação, o endomarketing deve ser valorizado, uma vez que os clientes internos proporcionarão diretamente melhores resultados.

Adote estratégias para um bom clima organizacional

Chegamos a mencionar sobre a importância do clima organizacional, mas quais estratégias adotar para proporcionar ganhos nesse sentido? Entre as medidas a serem aplicadas, destaca-se a importância de fornecer um ambiente de trabalho que seja adequado às suas necessidades. Ou seja, preocupar-se com a ergonomia de cada colaborador e também com a satisfação particular com o próprio espaço.

Deve-se destacar, também, a necessidade de fazer pesquisas de clima organizacional. Você só terá oportunidades de trazer melhorias caso receba um feedback diretamente daqueles que mais serão beneficiados com as mudanças, que são os próprios colaboradores. Além disso, é essencial que as metas sejam viáveis, uma vez que objetivos inalcançáveis tendem a trazer efeito contrário, desmotivando a equipe como um todo.

Por fim, ofereça horários flexíveis. Entre os ganhos dessa estratégia, mencionamos:

  • redução de custos;
  • aumento da produtividade dos colaboradores;
  • redução de atrasos e faltas sem justificativas;
  • maior engajamento.

Estimule a cultura do feedback

Uma empresa que se preocupa com o desenvolvimento de seus profissionais, certamente está atenta no modo de trabalho de cada um, nas suas competências e desafios enfrentados. Para que eles possam superar suas principais dificuldades, existe a necessidade de contar com o apoio de seus gestores, bem como uma orientação para elaboração de planos de ação a partir dos pontos observados.

Isso só será possível por meio de feedbacks. Para que essa cultura seja implementada, gestores precisam estar capacitados para oferecer um retorno aos seus liderados sobre o seu trabalho e as melhorias que devem ser executadas, bem como os pontos positivos que contribuem para que a equipe obtenha melhores resultados.

O ideal é que todos estejam preparado para que este momento seja objetivo e construtivo. Além disso, é necessário começar pelos pontos fortes e estar sempre disposto a ouvir. A sinceridade e a lealdade são características fundamentais nesse momento, assim como o auxílio para traçar planos. Assim, os colaboradores entenderão a forma de elaborar um feedback, incluindo essa cultura em sua rotina.

É preciso que todos possam auxiliar o colega a desenvolver melhor a sua performance, bem como destacar atitudes que estejam alinhadas com a cultura da organização.

Estimule a prática do 1:1

O 1:1, também conhecido como one-on-one, trata-se de uma reunião que trata sobre determinado tema que vai exigir de uma das partes alguma ação. No entanto, essa prática pode ser contínua em sua empresa. Existem organizações, por exemplo, que gestores fazem reuniões quinzenais com seus liderados, para tratar sobre alguns temas específicos:

  • como está a rotina do liderado;
  • quais são os principais gargalos encontrados para executar as suas funções de forma positiva;
  • quais foram os pontos positivos desses últimos 15 dias;
  • como o colaborador acredita que a sua liderança poderia contribuir de alguma forma;
  • apresentar novidades da equipe e também dos processos da empresa, entre outros pontos.

As vantagens dessa prática são muitas. Por meio dessa estratégia, há uma troca de ideias mais sincera, os colaboradores se sentem de fato ouvidos pelos seus gestores, além de contribuir para o desenvolvimento de seus profissionais. Além disso, o líder terá a oportunidade de receber feedbacks, o que faz a equipe criar vínculos mais fortes e sinceros.

Capacite constantemente a sua equipe

A capacitação da equipe também deve ser priorizada. Nesse contexto, destaca-se não apenas o investimento em profissionais de outras empresas para trazerem as suas experiências, como o próprio aprendizado de membros de sua própria organização. Existem diferentes setores e distintas atribuições em uma organização. Por essa razão, membro de determinada área pode passar as suas experiências para os demais colegas, bem como as suas impressões sobre um tema que tenha mais domínio.

Semanalmente ou quinzenalmente, algum colaborador pode fazer uma pequena palestra sobre determinado assunto. Assim, você vai integrar áreas, permitir com que haja a aplicação dos valores “ensinar” e “aprender”, além de valorizar todas as funções de suas equipes.

Neste conteúdo, você pôde entender de forma mais precisa como fazer uma gestão de RH eficaz. Ao aplicar essas dicas, vai contar com uma cultura organizacional bem estabelecida, além de colaboradores satisfeitos com suas funções e a com sua empresa. Dessa forma, terá resultados não apenas na produtividade, como também na imagem que a organização terá perante o mercado, o que contribui diretamente para melhores resultados.

Gostou do texto e deseja receber outras dicas e novidades como essas? É só assinar nossa newsletter que enviamos diretamente para a sua caixa de entrada! Ou então entre em contato com a Vee pelo nosso site!

Gostou? Compartilhe

Quer conhecer mais sobre os benefícios flexíveis da Vee? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.