Gestão de desempenho: o que é e como fazer

Tempo de leitura: 5 min
Quadro com gráficos para fazer gestão de desempenho.

Os profissionais de RH têm uma missão importante: garantir que a equipe, formada por um grupo heterogêneo de profissionais, seja capaz de entregar resultados expressivos a cada novo mês. Ainda que não haja uma receita pronta, perfeita para todos os tipos de negócio, dois ingredientes fazem a diferença: uma boa dose de metodologia e uma pitada generosa de constância produzem, enfim, uma espécie de fórmula vencedora. Nesse caso, a gestão de desempenho é, sem dúvidas, o prato principal!

Chegou a hora de entender um pouco mais sobre o assunto. Primeiro, detalharemos o conceito e a finalidade da gestão de desempenho: ela pode ser peça chave para a criação de uma boa employee experience. Em seguida, abordaremos a importância de implantar estratégias para acompanhar a performance — individual e coletiva — do time. Por fim, partiremos à prática: você terá acesso a dicas preciosas para aplicar as melhores táticas no desafio contínuo de potencializar o seu trabalho. 

Boa leitura e bons insights!

O que é gestão de desempenho e para que serve?

É provável que você, enquanto profissional de RH, já esteja habituado ao termo. O motivo é compreensível: para fazer frente a um mercado cada vez mais competitivo, otimizando recursos e maximizando resultados, o único caminho é monitorar (além de investir e acreditar, é claro) nas pessoas que fazem a operação acontecer no dia a dia. 

A gestão de desempenho é o mecanismo ideal para aproximar os colaboradores das metas corporativas. Aliás, a iniciativa é essencial para garantir que todos os envolvidos possam crescer — tanto os colaboradores, que progridem na carreira de acordo com seus objetivos pessoais, quanto a empresa, que conquista novos mercados e viabiliza as metas de seu planejamento. 

Na prática, a gestão de desempenho é uma atividade centrada no fator humano e consiste no processo de definir e alinhar expectativas, garantindo que todo membro da equipe tenha seu desempenho acompanhado de perto. Caso os números coletados pelo RH estejam aquém do necessário, a tarefa se torna ainda mais nobre: é preciso pensar e executar ações capazes de promover o desenvolvimento individual e coletivo de modo profundo e eficiente. 

Conceito de gestão de desempenho

Uma boa gestão de desempenho vai muito além de alinhar as expectativas com o seu colaborador. Entender as suas necessidades, suas fraquezas e suas expectativas são uma forma de atuar em vários aspectos.

O conceito central é estabelecer uma relação em que o colaborador e a empresa possam sair ganhando. Por isso, é necessário enxergar além dessa gestão de desempenho e ver todos os benefícios que ela pode trazer.

Alinhar as expectativas para promoções, por exemplo, ajudam na saúde mental do colaborador. Para a empresa, ter funcionários engajados, que sabem o que se espera deles, também é interessante. O desafio é enorme, mas vale a pena o seu RH olhar com carinho para esse tema.

Por que a gestão de desempenho é importante?

Pense, por exemplo, no trajeto que você percorre todos os dias de carro. É provável que, pela manhã, você se desloque até o trabalho — e que faça o caminho inverso perto das 18h. Suponhamos que, ao todo, você dirija por 40km.

Você já está habituado ao seu automóvel e sabe que, com o tanque cheio de gasolina, consegue ir e voltar do trabalho por 10 dias. Se, em algum momento, o combustível frequentemente acabar em 7 dias, é natural que você fique intrigado: por que, mantendo a quilometragem, você agora precisa abastecer mais vezes?

A resposta pode estar na qualidade do combustível ou na integridade das velas, mas uma coisa é certa: a performance do seu veículo caiu muito e você precisa encontrar e solucionar o problema o mais rápido possível. Tem mais: talvez, a manutenção que você deixou de fazer há três meses tivesse evitado a situação.

Algo semelhante acontece no dia a dia do departamento de Recursos Humanos. Mais do que encontrar o que desmotiva a equipe, gerando impactos negativos na performance da companhia, é preciso prevenir posturas prejudiciais. Nesse caso, a calibração periódica — equivalente às revisões na oficina — faz parte da rotina da gestão de desempenho e garante um time mais alinhado e comprometido com as metas corporativas.

Ao seguir à risca a cartilha da performance, você constrói um alicerce sólido para:

  • aumentar a eficiência do recrutamento, atraindo talentos verdadeiramente dispostos a contribuir com os objetivos da organização;
  • reduzir a rotatividade, retendo os profissionais que, todos os meses, entregam resultados consistentes e de excelente qualidade;
  • mantém os colaboradores engajados, uma vez que proporciona feedbacks importantes ao desenvolvimento de cada um.

Os retornos de uma boa gestão de desempenho são imediatos e duradouros. A partir da primeira métrica, é comum que a equipe passe a responder com mais assertividade e energia aos desafios do cotidiano. Afinal, uma performance fora da curva, sempre que medida com base em critérios transparentes e eficazes, abre caminho para o crescimento exponencial. Ganha a empresa, que fortalece a operação; ganha o funcionário, que acelera o desenvolvimento da carreira. 

Como implantar a gestão de desempenho na sua empresa?

Em 2020, principalmente em função da pandemia de coronavírus, os profissionais de RH enfrentaram muitos desafios e precisaram se adaptar às transformações em tempo recorde. Para 2021, uma boa dose de planejamento é bem-vinda: algumas mudanças devem se incorporar ao novo normal e, assim, alterar de uma vez por toda a dinâmica no departamento. Convém ficar de olho!

O trabalho remoto, por exemplo, ganhou força com o isolamento social. De acordo com uma pesquisa recentemente divulgada pela USP, 70% dos profissionais querem continuar em home office mesmo depois do fim das restrições. Portanto, a pergunta é: como fica a gestão de desempenho no trabalho à distância?

Em primeiro lugar, vale dizer que não existem respostas prontas. É preciso considerar a realidade da sua empresa — porte, nível de satisfação e ferramentas disponíveis, para citar apenas algumas das variáveis envolvidas — e, com base nos dados internos, desenhar o projeto mais adequado.

No entanto, alguns critérios não dependem da modalidade de trabalho. Ainda que as lideranças optem por permanecer em home office nos próximos meses, confira o passo a passo básico para implantar a gestão de desempenho em 2021!

Engaje os colaboradores

O engajamento do time é fundamental para o sucesso da gestão de desempenho. Não é nenhum exagero dizer que, caso os colaboradores relutem em aderir à iniciativa, é possível que o projeto seja um completo fracasso. Assim, a sua primeira tarefa é conquistar de vez a equipe — e, para isso, você deve abusar das reuniões explicativas, detalhando os objetivos do acompanhamento de performance. 

Promova treinamentos

Uma equipe capacitada e atualizada é capaz de tornar a companhia mais competitiva. Além disso, os treinamentos têm tudo a ver com a gestão de desempenho: é a partir deles que o sarrafo corporativo começa a subir, contribuindo para gerar resultados cada vez mais expressivos e rentáveis. Capriche no cronograma e nos temas sugeridos!

Monitore com regularidade

Analisar os números do time, de modo individual e coletivo, é condição essencial para a gestão de desempenho. Não se trata de uma ação isolada, mas de um conjunto de táticas que viabilizam o desenvolvimento das pessoas e, por consequência, o crescimento da organização. Por isso, elabore um cronograma fidedigno, contemplando todas as áreas, e atenha-se a ele. A constância faz, de fato, toda a diferença!

A gestão de desempenho está longe de ser um bicho de sete cabeças. Pelo contrário: monitorar a performance da equipe evita que você tenha que enfrentar monstros muito piores — tais como o turnover ou a queda significativa de performance. Fique atento!

O conteúdo foi útil? Ótimo! Vale a pena revisar processos e turbinar as estratégias para fazer ainda mais (e melhor) em 2021! Para começar, relembre os principais benefícios do RH estratégico. Sucesso e até breve!

Gostou? Compartilhe

Quer conhecer mais sobre os benefícios flexíveis da Vee? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.