Futuro do RH: o que esperar e tendências

Tempo de leitura: 3 min
futuro do rh

Há algum tempo o setor de Recursos Humanos já não é mais o mesmo. Não se trata mais de apenas recrutar e selecionar talentos. Cada vez mais, o RH ganha protagonismo dentro das organizações. Devido a isso, é necessário que líderes e gestores fiquem atentos ao futuro do RH e quais são as principais tendências do setor.

Os benefícios flexíveis são um dos fatores que mais se destacam nesse futuro. De maneira simples, com a flexibilidade s é possível proporcionar a liberdade de escolha do seu colaborador em relação a como ele deseja utilizar seu saldo de benefícios

Segundo um e-book publicado pela Mercer, a maior administradora de recursos setorizados do mundo, alguns dos desafios que as equipes de RH enfrentam diariamente são:  globalização, novos modelos de negócios, ruptura digital, atração de talentos e  eSocial.

O que esperar do Futuro do RH?

O setor de Recursos Humanos sempre apresentou grandes responsabilidades burocráticas. Um bom exemplo é o esforço em manter as documentações de funcionários organizadas, para que gestores e analistas se concentrem nas atividades do dia a dia da empresa.

Agora, o futuro do RH reserva possibilidades muito mais estratégicas. Afinal, conhecimentos, habilidades e atitudes nunca exerceram um papel tão determinante nas organizações como nos dias atuais.

A mudança de contexto e de visão sobre o papel do RH direciona as perspectivas para o futuro. Veja a seguir alguma dessas tendências para os próximos anos:

Gerenciar uma força de trabalho mista se tornará a norma

A esta altura, parece que todos sabem que os funcionários valorizam a flexibilidade oferecida pelo trabalho remoto durante a pandemia. Em uma pesquisa recente do Software Advice, descobrimos que 86% dos funcionários que atualmente trabalham em casa desejam continuar a trabalhar remotamente pelo menos durante parte do período pós-pandemia,

Na verdade, o Gartner prevê que quase o dobro de funcionários trabalharão remotamente em tempo integral após a pandemia do que na pré-pandemia.

As vantagens do trabalho remoto são inegáveis. Ele oferece flexibilidade sem sacrificar a produtividade, e as empresas que se comprometem com uma força de trabalho totalmente remota reduzem significativamente seus custos imobiliários.

Mesmo assim, não é uma comparação direta com o trabalho no escritório. David Garcia , CEO da ScoutLogic, explica assim: “Melhoramos a produtividade. Estamos completamente sem papel. Mas sentimos falta um do outro . ”

A sua organização pode voltar ao escritório com força total, optar pelo trabalho remoto ou adotar um ambiente de trabalho híbrido, mas uma coisa é certa: é preciso de tempo – e de um RH atuante – para que todos se adaptem às novas rotinas.. 

O RH vai ser uma força constante nas próximas transações, com foco na criação de uma cultura de trabalho centrada nas pessoas. O desafio é saber criar modelos – de onboarding, gestão de desempenho, etc – tanto presenciais, quanto virtuais.

Um novo foco na melhoria da experiência do colaborador

Melhorar a experiência dos funcionários sempre foi uma prioridade para os departamentos de RH, mas está se tornando cada vez mais importante para reter e atrair talentos de qualidade. É por isso que prevemos que os líderes de RH começarão a pensar em melhorar a experiência do funcionário com a mesma consideração usada para melhorar o employee experience.

Os benefícios flexíveis entram nessa onda. Ao contratar a Vee, por exemplo, é possível oferecer descontos em academias, terapia online para cuidar da saúde emocional, pacote de viagens, entre muitos outros. 

Além disso, os benefícios flexíveis da Vee permitem o seu colaborador escolher quanto, como e onde usar. Ou seja, o dinheiro é dele e ele pode usar como preferir. Além dos tradicionais VR e VA, você pode oferecer vale-cultura, auxílio home-office, saúde, educação, além de incentivos e premiações.

O seu RH também não precisa se preocupar com gastos extras, já que é possível utilizar o mesmo valor que antes era oferecido, mas agora em uma gestão flexível – em todos os aspectos.  Temos um post sobre como você pode descomplicar a forma dos seus colaboradores usarem benefícios!

Investir em ferramentas que ajudem a melhorar a experiência do funcionário em sua organização

A maioria dos departamentos de RH já tem meios de avaliar as necessidades dos funcionários, como software de engajamento, pesquisas , entrevistas de saída ou caixas de sugestões Normalmente, as informações coletadas por meio dessas vias são usadas para recomendar iniciativas que melhoram a experiência do funcionário .

Os líderes de RH devem procurar maneiras de abordar essas lacunas de experiência dos funcionários por meio da tecnologia. Por exemplo, se os dados da pesquisa de saída revelarem que os funcionários estão deixando sua organização por falta de oportunidades de desenvolvimento, explore o investimento em um sistema de gerenciamento de aprendizagem para criar caminhos de crescimento para sua força de trabalho.

O RH deve ser cada vez mais protagonista dentro das companhias. O que você tem feito para ser mais estratégico?

Gostou? Compartilhe

Quer conhecer mais sobre os benefícios flexíveis da Vee? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.