Descomplique as operações de campanhas de marketing de incentivo e aumente a rentabilidade

Tempo de leitura:

As campanhas de marketing de incentivo são uma realidade em milhares de empresas de todos os tamanhos e setores no País e movimentam bilhões de reais todos os anos. Esta é uma tendência entre negócios com gestão dinâmica e efetiva, pois favorecem um ambiente de trabalho mais saudável para os colaboradores, deixando-os mais motivados, o que aumenta a chance das equipes aumentarem sua performance.


Entretanto, a maioria das estratégias hoje utilizadas para repasse de prêmios são tão engessadas e ultrapassadas que o momento do repasse de incentivos torna-se um trabalho burocrático, uma verdadeira pedra no sapato.

O que acontece na prática, muitas vezes, é a demanda por um grande esforço logístico por conta da distribuição dos cartões físicos pré pagos em território nacional - o que custa tempo e dinheiro.

Confira as opções de gestão dos pagamentos mais utilizadas atualmente nas campanhas de incentivo e veja como é possível descomplicar e desburocratizar a operação para garantir o engajamento dos colaboradores!

Os sistemas mais utilizados de repasse de incentivos

As empresas brasileiras felizmente já entenderam, há bastante tempo, a importância das campanhas de marketing de incentivo para alcançar suas metas globais, garantir a comunicação interna e o endomarketing ideal.

No entanto, não basta apenas organizar campanhas de incentivo a fim de reter talentos. Elas precisam engajar de verdade todos os envolvidos e, ao mesmo tempo, não se transformarem em um transtorno para as pessoas responsáveis pela organização.

Além disso, é necessário ter muita clareza e entendimento na hora de bater metas e objetivos do projeto; caso contrário, ele perde seu propósito.

Para tanto, é fundamental que as premiações façam sentido para a realidade de cada colaborador. Embora, esta pareça ser uma afirmação óbvia, encontram-se obstáculos justamente na gestão do repasse de incentivos aos premiados. Dessa forma, é preciso escolher com sabedoria o melhor formato para fazer a gestão e os pagamentos das campanhas de incentivo.

Veja abaixo os modelos mais utilizados atualmente.

Dinheiro

Cada dia menos utilizado, o repasse de incentivos em dinheiro vivo ainda acontece em campanhas de vendas com valores maiores para poucos participantes. Os principais problemas são o imenso trabalho envolvido - entre saque e distribuição - e a segurança, pois nem sempre o dinheiro chega em quem deveria chegar. Afinal, a empresa transitará com um valor considerável em espécie - e o premiado também, após o recebimento, até dar uma finalidade para o mesmo.

Pagamento por folha via conta-salário

Muitas empresas utilizam o formato por parecer mais simples. Afinal, já utiliza o canal mais comum de pagamento e menos custoso. Contudo, esses benefícios provam ser justamente o oposto ao longo do tempo.

Isto porque o risco envolvido de os encargos trabalhistas serem reconhecidos e incorporados aos valores recebidos no salário em processos judiciais é muito grande. Mesmo nos casos em que o processo não resulta em um passivo trabalhista, o custo jurídico da defesa e o desgaste ocorrem, invariavelmente.

Sistema de pontos

Os premiados acessam uma plataforma online para escolher itens que igualem os pontos que receberam em determinada campanha de vendas, como um sistema de milhas. Neste formato, o resgate, normalmente, é feito via desktop - o que prejudica colaboradores de menor renda, uma vez que muitos não têm computadores em casa no Brasil.

Além disso, os problemas costumam residir na diferença de valores entre os produtos da plataforma e as lojas de varejo. Essa sensação de estar “pagando caro” - somada a tempos de entrega longos (em média, 45 dias) e falta de produtos de interesse compatíveis com seus pontos - gera, muitas vezes, falta de aderência às campanhas de incentivo, que é o pior dos casos, pois a empresa investirá tempo e dinheiro em uma ação que não gerará envolvimento dos possíveis premiados.

Cartão físico pré-pago

Essa opção sem tributo ao trabalhador conta com os benefícios de pagamento em dinheiro. Porém, pode ser uma grande dor de cabeça para o Marketing e RH. O motivo? A gestão de compra exige uma logística burocrática, com altos custos.

Imagine comprar, organizar, manusear, nomear e distribuir cada cartão, muitas vezes para centenas de pessoas espalhadas por filiais ou pontos de distribuição em todo o Brasil. São diversos passos que os profissionais responsáveis precisam vencer até efetivar o repasse de incentivo - o que aumenta o risco de erros durante o processo.

Além disso, o custo pode ser alto. Em projetos com ticket médio baixo e muitos colaboradores, o custo pode chegar a um terço da campanha.

Existem ainda outras formas de pagamento como viagens, vouchers de serviço e produto, como smartphones e carros. Todos enfrentam com frequência problemas de engajamento, pois nem sempre tem a ver com que os colaboradores que atingem as metas querem ou necessitam no momento.

Descubra a forma mais fácil de gerenciar campanhas de incentivo.

Campanhas de marketing de incentivo: tecnologia é a solução!

As startups estão revolucionando praticamente todos os setores da economia. E não é diferente quando o assunto são campanhas de marketing de incentivo. A fintech brasileira Vee - que é uma verdadeira carteira virtual para os colaboradores - oferece uma série de ferramentas para ajudá-lo nesta missão e facilitar ainda mais a comunicação interna e o endomarketing da sua empresa.

Entre os benefícios, está o repasse de incentivos de forma digital. Tudo é feito por meio de um aplicativo acessível e gratuito, onde os valores são disponibilizados automaticamente em tempo real após a apuração da campanha.

Entre as facilidades estão:


Praticidade do app

O valor do prêmio fica disponível no app assim que é realizada a apuração da campanha de incentivo, oferecendo liberdade ao colaborador para efetuar transferências, pagamentos e usá-lo na rede credenciada.


Notificação

A velocidade da notificação é feita em segundos, engajando a nível Brasil todos os participantes a custo zero. Com isso, o aplicativo pode ser um canal de comunicação com os participantes, já que muitas vezes são colaboradores de parceiros comerciais ou de distribuidores e revendedores. Regras, aceite de cada participante, lembretes e aviso de pagamento: tudo é avisado em tempo real. E o melhor - de forma automática, sem o imenso trabalho que os formatos mais tradicionais normalmente dão para cada fase da campanha!

As notificações via push têm uma taxa de abertura 50% mais alta que os e-mails.

Cartão pré-pago físico opcional

Caso a empresa e o colaborador desejem, é disponibilizado um cartão pré-pago físico aceito em mais de 2 milhões de estabelecimentos.


Redução de custos

Com um processo mais enxuto e taxas abaixo do mercado, o custo total costuma ser muito menor.


Garantia de engajamento

De nada adianta desenhar grandes campanhas de vendas e gastar grandes cifras se os participantes não aderirem e transformarem esse custo em investimento. Esse é justamente o ponto cirúrgico da gestão por aplicativo. Além de ser simples, prático, moderno e cool, ele acerta diretamente o alvo da campanha: o resultado!

Esse resultado é garantido pela usabilidade do prêmio. O colaborador que bater sua meta sabe que será pago automaticamente e que poderá fazer o que quiser com esse valor. Ou seja, ele vê a possibilidade de ter atendidas suas necessidades reais.

O que você está esperando? Quer colaboradores motivados e equipes de alta performance com baixo custo e sem ter que passar um trabalhão burocrático? Aposte na tecnologia de repasse digital! Clique aqui e saiba mais.

Comentários