Como desenvolver a cultura e a liderança na sua empresa

Tempo de leitura: 5 min
Como desenvolver a cultura e a liderança na sua empresa

A cultura de uma empresa está diretamente ligada ao desempenho que um negócio tem. Afinal de contas, quem move todas as atividades e está dentro de onde tudo acontece são os colaboradores. Estes precisam se sentir engajados e motivados pelo local em que exercem suas funções, assim também como seus clientes, que querem manter uma relação com um local que tenha propósitos claros.

Quem reforça a cultura de uma empresa são os líderes. Eles devem saber da importância do seu papel diante de talentos mais juniores da empresa, que ainda estão conhecendo o ambiente, e dos demais colaboradores. Algumas atitudes podem ser, inclusive, grandes incentivos para a retenção de talentos na empresa. Veja alguns pontos importantes:

Mentoria para talentos júnior

Apesar de diversas empresas colocarem toda a sua confiança em programas de mentoria para que tal talento de seu negócio se desenvolva, é preciso focar também na cultura do local. Se um ambiente de trabalho promove aspectos de competitividade, de “cada um por si”, isso fará com que os seus colaboradores não se sintam engajados e motivados a permanecer, gerando uma maior rotatividade de funcionários, o que não é bom para nenhum dos lados.

Assim, um local em que a cultura da empresa está bem clara e é praticada pelas pessoas que trabalham no mesmo ambiente, principalmente sendo exercida pela imagem do líder, é um grande incentivo para o crescimento e dedicação dos colaboradores em suas funções dentro do negócio.

Confiança

Uma das coisas que a mentoria trabalha é em relação a autoconfiança das pessoas. Encontrar oportunidades para elogiar as entregas e atividades desempenhadas por alguém da sua equipe pode ser uma grande contribuição para este profissional. Também convém trocar algumas palavras, perguntar sobre ambições para o futuro. Isso fará com que estes jovens talentos se sintam acolhidos pela empresa e queiram interagir mais, dando o melhor de si em suas funções.

Essas trocas de experiência no ambiente de trabalho promovem relações profissionais mais fortes, trazendo uma sensação de pertencimento à equipe e felicidade.

Quem promove a cultura

Esses mentores “informais” seriam os líderes cujo objetivo é reforçar os propósitos da empresa. É importante ter um fortalecimento de pessoas que acreditam no mesmo ideal e, assim, também se sintam incentivadas para promover melhores relações com toda a equipe de um negócio. Isso cria colaboradores mais comprometidos com o trabalho.

Interações feitas de formas descontraídas permitem que qualquer colaborador, de qualquer área, seja impactado e constrói uma imagem positiva do líder.

Como fazer na prática?

Elogios

Quando você vir o trabalho de algum desses talentos juniores da empresa, elogie! Faça isso na frente de outras pessoas e valorize o que foi feito. Assim, a sensação de pertencimento dele será melhor e ele ficará mais satisfeito em continuar desempenhando um papel esforçado.

Feedbacks

Este ponto é importante não só para você fornecer os feedbacks a um profissional sobre o desempenho dele, mas como também para que você saiba em quais aspectos você também pode melhorar. Receba bem as críticas, com um canal aberto para novos aprendizados.

Lembre-se: elogios em público e críticas e feedbacks em particular.

Escute

Pergunte aos seus colaboradores qual a opinião deles sobre determinado projeto, dê voz para que eles participem e sintam a importância de suas considerações sobre determinado assunto.

Questione o que esperam da empresa e quais são suas aspirações para o futuro. Você pode ajudar as pessoas a desenvolverem melhor os seus planos dentro da empresa, para que eles se sinta realizado em seu local de trabalho.

Transparência

Seja transparente em relação ao que você está fazendo, o que você pretende alcançar com tais ações que o seu negócio está fazendo, entre outros. Enfim, aqui vale uma troca para compartilhar sobre os projetos que estão sendo construídos para que todos estejam alinhados e, dessa forma, você também possa receber novas visões e ideias que possam ser relevantes a empresa.

Avaliações

Promova avaliações em anônimo para saber o que os seus colaboradores pensam sobre os líderes e sobre a cultura da empresa. Dessa maneira, você poderá saber se os objetivos estão sendo alcançados ou o que pode ser feito para melhorar.

A mudança da cultura da empresa

Conforme o tempo passa, as estratégias mudam e a empresa cresce. Logo, a cultura muda também. Afinal, é necessário ter novos objetivos e propósitos para poder alcançar novas metas. E antes mesmo de pensar como fazer para mudar a cultura, é preciso entender quem está no controle delas. Você sabe dizer?

A responsabilidade geralmente é colocada nas mãos do RH. Isso porque, com tantas demandas que os líderes têm, acaba não sendo prioridade para muitos deles cuidar disso. Mas projetos assim precisam ser meta de todos.

Uma mudança de cultura acontece quando ela consegue fazer uma transformação organizacional por inteiro. Ou seja, todos se sentem impactados por essa mudança e, assim, a forma de fazer suas atividades do dia a dia e prioridades de cada um também mudam. Então, para que isso aconteça, essa transformação deve ser levada a sério por todos e vista como um fator influente de importância para os líderes do negócio, pois são eles quem irão colocar em prática o plano.

Veja como a área de recursos humanos pode ajudar na mudança de cultura da empresa:

Pesquisa: uma das coisas que demanda bastante tempo para planejar essa mudança de cultura organizacional é entender como é o cenário atual do local, tais como os valores , políticas e comportamentos, e como ele será transformado. Para isso, o RH pode ajudar os líderes fazendo uma análise geral e apresentando a eles como é vista a cultura da empresa atualmente e seus principais aspectos positivos e negativos

Mudança: muitos líderes podem não estar convencidos de que é possível implementar uma mudança na cultura. Isso porque alguns negócios só a fizeram em situações em que as empresas estavam em crise e, por isso, precisaram alterar a organização forçadamente. Mas, se o RH apresentar como uma nova cultura organizacional forte pode ser benéfica para todos da equipe e para o próprio negócio, isso fará com que as pessoas ampliem seus pensamentos e se sintam motivadas a participar do projeto.

Ensinamentos: pode ser que os líderes da sua empresa já tenham feito antes mudanças na cultura de alguma outra organização, mas também pode ser também que eles sejam totalmente inexperientes nisso. Por isso, o RH pode guiá-los, certificando-se de que eles têm habilidades para que essa alteração comece a ser colocada em prática.

Prática: entregue o projeto nas mãos dos líderes e deixe claro que quem colocará em prática também serão eles. Afinal, a área de recursos humanos é quem vai ajudar e dar o apoio necessário, mas não cabe somente a eles implementar essas mudanças sozinhos. Esse deve ser o papel de toda a liderança da empresa.

Por fim, é válido ressaltar que uma empresa não só pode mudar a sua cultura, como muitas vezes deve, pois isso interfere em diferentes aspectos de um negócio, inclusive em sua saúde organizacional. O departamento de RH é uma área que ajuda de frente nessa colaboração, mas os líderes devem ter em mente que é de responsabilidade deles garantir que está tudo sendo colocado em prática.

E a Vee pode ajudar com tudo isso! Entre em contato com a gente para saber como!

Gostou? Compartilhe

Quer conhecer mais sobre os benefícios flexíveis da Vee? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.