O RH precisa agir mais como Marketing para a atração de novos talentos

Tempo de leitura: 3 min
O RH agindo como marketing integra as duas áreas da empresa e pode trazer bons resultados.

O marketing de uma empresa sabe da importância que o setor de recursos humanos tem ao desenvolver as habilidades dos colaboradores de forma que isso tenha impacto no negócio. Por outro lado, o RH também poderia usar muitos conhecimentos que a área de marketing tem para desempenhar e otimizar suas funções.

Esse conhecimento entre áreas não está somente ligado a dados, é muito mais que isso. Para ajudar na atração e retenção de talentos, veja a seguir algumas dicas ligadas a marketing que o setor de RH pode usar:

O que o RH pode aprender com o marketing

  1. Competição por talentos
  2. Humanização
  3. Colaboradores representando a empresa
  4. Propaganda
  5. Cultura
  6. Criatividade
  7. Estratégia

A atração de novos talentos envolve competição com outras empresas também interessadas neles e está muito ligada à competição por clientes com outras marcas. O LinkedIn, por exemplo, é uma plataforma bastante utilizada no mercado profissional e pode ser uma ferramenta interessante para captar novas pessoas para o seu time. Mas, para isso, a imagem do RH nessa rede, ou em qualquer outro local em que estiver, deve ser atrativa, vendendo o que o negócio tem de melhor e mostrando porque aquele talento vai querer trabalhar na sua empresa.

Ainda sobre esse ponto, é bastante relevante que o RH saiba mapear quem são os potenciais candidatos que gostariam de contratar e que tenham a ver com o perfil buscado. Assim será mais fácil visualizar com quem a sua empresa deve interagir e, posteriormente, convidar para um processo seletivo.

Qualquer empresa que utilize plataformas para representar sua imagem deve saber que, por trás disso, é preciso haver um lado humanizado, por meio do qual qual as pessoas possam enxergar o seu negócio como algo real e atrativo. 

Uma das formas de aproximar as pessoas de fora da empresa para atraí-las, é mostrar a rotina de um dia de trabalho e apresentar, de formas informais, como é aquele ambiente.

Criação de conteúdo

O termo “vestir a camisa” da empresa tem tudo a ver com esse tópico. Colaboradores que acreditam na cultura da empresa e demonstram que sentem orgulho de trabalhar ali agregam muito valor à construção de uma imagem positiva, de um lugar que tem uma boa saúde organizacional, bons propósitos e é atrativo para trabalhar. Ou seja, investir em ações relevantes para os próprios colaboradores também é uma forma do RH aproveitar para captação de novos talentos.

Afinal de contas, se o marketing utiliza conteúdo para atrair novos cliente, a área de recursos humanos também deve usá-lo para os novos talentos. Ainda que essas propagandas e publicidades sejam pagas, é importante se mostrar relevante para certos perfis de pessoas selecionadas para fazer com que elas se enxerguem se sentindo realizadas trabalhando na sua empresa.

Para que os itens acima sejam executados da melhor forma, é importante que a cultura da empresa esteja bem clara. O marketing é a melhor área para ajudar com isso e, junto do RH, pensar em como construir uma identidade para a empresa.

Além disso, a missão, visão e valores devem estar aparentes não só para o público interno do negócio, mas como também para o externo. Para que isso aconteça de forma mais orgânica, os colaboradores precisam se sentir engajados. Assim, a imagem passada é mais verdadeira para todos que estiverem sendo impactados, fazendo com que eles descubram que têm o mesmo propósito que a sua empresa. Em live que a Vee fez, o conselheiro Eduardo Guerreiro falou bastante sobre a cultura da empresa.

Destacar-se é essencial

Ser um diferencial no mercado é necessário e o marketing sabe mais do que ninguém da importância da criatividade para ganhar destaque. Por isso, pensar em novas maneiras para chamar a atenção, diferentes dinâmicas de processo ou de posicionamento podem ajudar muito para atrair talentos a sua empresa.

No âmbito de marketing, quando um cliente vai procurar por um produto ou serviço, ele também os compara com os demais. Para isso, cada marca deve deixar claro quais são seus pontos mais fortes e porque ela deve ser a escolhida. Para o RH, isso deve funcionar da mesma maneira. Um talento, ao olhar para a sua empresa, deve saber quais são as vantagens que ela oferece, tais como salário, cultura e benefícios.

Você sabia que, segundo pesquisa da Glassdoor, 80% das pessoas preferem ter mais benefícios do que aumento de salário? Isso porque, entre outros fatores, quando uma empresa oferece um pacote com diversos cuidados para diferentes âmbitos da vida de um colaborador, na verdade, o salário acaba sendo muito mais potencializado. Ainda assim, o RH tem bastante dificuldade em escolher quais desses benefícios serão oferecidos pela empresa, já que é preciso lidar com um time de pessoas diferentes, com vários gostos, preferências e estilos de vida. Por isso, a inovação desse mercado são os benefícios flexíveis.

Com eles, o seu colaborador tem a liberdade de escolher como e onde usar seus benefícios. A Vee oferece uma plataforma com cuidados para a saúde emocional, academias, clube de descontos, entre muitos outros.

Saiba mais como ajudamos a sua empresa a compor um mix de benefícios!

Gostou? Compartilhe

Quer conhecer mais sobre os benefícios flexíveis da Vee? Preencha o formulário e entraremos em contato com você.